Clube Winx Portugal
Olá! Sê bem-vindo ao Clube Winx Portugal. Faz login ou regista-te para desfrutares ao máximo do conteúdo do fórum!



 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin
Login
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Dezembro 2016
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 
CalendárioCalendário
Top dos mais postadores
Philippa54JS
 
sill
 
LeonLevi [Levi´s Moon]
 
KatiBMT
 
Princess D*
 
Light
 
Flora Sellene
 
Lekinha
 
CandyStocking
 
Bradwizard
 
Últimos assuntos
» Outro Bug do Forumeiros?
Sex Set 12 2014, 03:26 por a2789233

» Imagens Oficiais da 5ª Temporada
Seg Jul 29 2013, 10:47 por Philippa54JS

» Episoódio Especial 1: Abertura
Sab Jul 27 2013, 22:03 por rolim003

» Magia Charmix!: Clips
Ter Jul 16 2013, 15:34 por Philippa54JS

» Horários de Transmissão
Seg Jul 15 2013, 22:57 por Philippa54JS

» Novas Bonecas Trix - Sirenix Negro
Sab Jul 06 2013, 11:01 por Flora56

» Músicas Winx
Sex Jul 05 2013, 16:00 por Flora56

» 523: The Shark's Eye
Seg Maio 20 2013, 19:46 por Philippa54JS

» 522: Listen to Your Heart
Seg Maio 20 2013, 19:45 por Philippa54JS

YouTube



Parcerias






Compartilhe | 
 

 Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
LeonLevi [Levi´s Moon]
Especialistas


Mensagens : 2018
Reputação : 1
Data de inscrição : 11/02/2009
Idade : 28
Localização : Tomar

MensagemAssunto: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Seg Abr 26 2010, 20:52

Winx Club, Il Cristallo del Cuore
Winx Club, The Crystal of the Heart | Winx Club, O Cristal do Coração


História baseada na série Winx ClubTM 2003-2010, Raimbow, Igino Straffi
Escrita por um Fã | Não-Oficial FanFic


Quando finalmente a Dimensão Magica se encontrava livre de todos os seus maus e Inimigos, lentamente, do inspirado surgiu a Esquecida Maldição.
-Nunca mais parar? – Questionava uma voz doce de rapariguinha.
A Maldição lançada milénios antes do primeiro ataque das Bruxas Ancestrais sobre o planeta natal de Bloom estava sendo espalhada pelos setes cantos do Universo Magico, que nem a nova geração de jovens especialistas, fadas, bruxas ou feiticeiros poderão fazer alguma contra isto.
"Nem sei se as Winx poderão fazer alguma coisa… Talvez seja a hora!" – Foram estas Palavras citadas pela Faragonda sobre o que ainda estava para acontecer. Enquanto na Terra as Winx reencontraram com alguém muito familiar, que apresentou-lhes um jovem que poderá ter muitas respostas para esta nova Aventura. Ou será o Final das Winx? Já disponivel no teu fórum WCP:


Winx Club, Il Cristallo del Cuore


_____________________________________________________________________________________

Espero pelos vossos comentarios e openioes.
Tambem aceito sugestoes e posso tiravamos duvidas da minha fanfic.
Autor da fanfic
_____________________________________________________________________________________

Índice
Prologo: La Tempesta e il Mistero | The Storm and the Mystery | A Tempestade e o Mistério
(1ª Versao) | Página 1
Capitulo 001: Il ritorno del nuovo Icy? | The Return of the new Icy? | O Regresso da nova Icy?
| Página 1
Capitulo 002: Il Messaggio di Roxy | The Roxy´s Message | A Mensagem de Roxy
| Página 1
Capitulo 003: Tra Amici e Nemici| Between Friends and Foes | Entre Amigos e Inimigos
| Página 1
Capitulo 004: La Pace definitive! I primi e molte avventure Nuovo | Final Peace! Early and Several New Adventures | Final da Paz! Início de Novas e Várias Aventuras
| Página 1
Capitulo 005: Partenda di Alfeida | Departure of Alfeida | A Partida de Alfeida
| Página 1
Capitulo 006: Tradito | Betrayed | Traídas
| Página 1
Capitulo 007: Benvenuti a casa Winx! | Welcome Home Winx! | Bem-vindo a casa Winx!
| Página 1
Capitulo Especial de Natal [Primeira Parte]: Amore e Pace! Questa è la magia del Natale Winx! | Love and Peace! This is the magic of Christmas Winx! | Amor e Paz! Esta é a magia do Natal Winx!
| Página 1
Capitulo Especial de Natal [Segunda Parte]: Amore e Pace! Questa è la magia del Natale Winx! | Love and Peace! This is the magic of Christmas Winx! | Amor e Paz! Esta é a magia do Natal Winx!
| Página 1
Capitulo 008:
(brevemente) | Página 1


______________________


LeoLevi88


Última edição por LeonLevi [Levi´s Moon] em Qui Dez 23 2010, 22:31, editado 25 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LeonLevi [Levi´s Moon]
Especialistas


Mensagens : 2018
Reputação : 1
Data de inscrição : 11/02/2009
Idade : 28
Localização : Tomar

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Seg Abr 26 2010, 20:53

Prologo:
La Tempesta e il Mistero | The Storm and the Mystery | A Tempestade e o Mistério
(1ª Versao)

Raramente existem semanas seguidas, que o território de Magix encontrava-se debaixo de tempestade violenta; assim por causa deste acontecimento anormal acabou por ser declarado Estado de Emergência sobre toda esta área. A última vez que se verificou esta situação aconteceu durante o ataque das Trix controlando o poder do Fogo do Dragão sobre as três Escolas de Magia e a Cidade de Magix, que encontrava-se atrapalhando lentamente a vida das pessoas nesta área.
-Nunca mais parar? – Questionava uma voz doce de rapariguinha observando a chuva forte caindo.
-Não sei quando isto terá final, minha princesinha. – Respondeu a sua mãe afastando-a da janela do seu quarto.
No calor do seu escritório, a senhora Faragonda analisava atentamente uma carta antiga, que o seu papel encontrava-se amarelado e com pequenos rasgos nos cantos da mesma; mas o som delicado de alguém batendo a porta do seu escritório chamou-a da sua atenção profunda.
-Entre, Griselda. – Proferiu tranquilamente.
-Chamou-me, senhora Faragonda? – Questionou Griselda fechando a porta a trás de si.
-Sim. – Respondeu-lhe fazendo sinal para sentar-se.
-Do que se trata? – A sua voz demonstrava preocupação após de ter observando que a directora Faragonda encontrava-se lendo uma das últimas cartas escritas pela anterior directora de Alfeida, a sua sucessora no seu cargo. – As cartas da Senhora Mel? Por causo essa carta tem ligação à tempestade?
-Temo que sim, cara colega, esta Tempestade não é nada normal ainda por cima nos primeiros dias do novo semestre em que a Roxy encontra-se ainda adaptar-se a nossa escola. – Informou-lhe muito pensativa.
-Acha que devemos chamar a Bloom, a Flora, a Layla e Tecna? Já que a Stella e a Musa vieram acompanhar a Roxy nesta adaptação. – Perguntou Griselda como estivesse a ler o pensamento da sua colega.
-Ainda não, amiga... – Interrompeu Faragonda temporariamente o seu pensamento; - Talvez teremos que mandar as alunas durante uns dias a casa por segurança, já que a Fonte Vermelha e a Torre Nuvem já estão mandado os seus alunos para suas casas.
-Mas mesmo assim, não devíamos avisar as Winx sobre isto? – Questionou Griselda tomando nota no seu caderno as próximas ordens a dar as alunas.
-Nem sei se as Winx poderão fazer alguma coisa… Talvez seja a hora! – Falava em voz alta Faragonda deixando os seus pensamentos voarem pelo seu escritório.

Noutra parte do Universo, no planeta Terra, uma das suas mais movimentadas cidades chovia fortemente o que fazia não haver quase ninguém pelas suas ruas; mas no meio desta solidão chuvosa alguém corria velozmente enquanto tentava fazer de todo para não gritar. Infelizmente os seus passos levaram-lhe para um bico sem saída escuríssimo.
-Não pode ser… - Gritou surpreendida.
-Finalmente encontrei-te, mensageira! – Exclamou uma voz masculina satisfeito.
-Não faças-me mau... – Pedia esta mensageira assustada, enquanto encostava-se tremendo ao canto escuríssimo deste bico. – Por favor.
Um silêncio surgiu neste espaço enquanto abatia-se mais fortemente a tempestade sobre a cidade, então alguns minutos depois um grito de horror entoou desesperadamente por entre a chuva.
-Ainda não encontrei-te, mas uma das tuas mensageiras já pertence-me. – Exclamou o homem carregando nos seus braços o corpo da sua vítima.
-NNNNÃÃÃÃOOO… – Gritou um jovem bruscamente despertando bruscamente do seu sonho sentando em lágrimas na sua cama.
-O que tens? – Perguntou uma rapariga entrando no seu quarto rapidamente som o som fortíssimo da trovoada naquele momento.

Final do Prologo


Capitulo 001:
Il ritorno del nuovo Icy? | The Return of the new Icy? | O Regresso da nova Icy?

-NNNNÃÃÃÃOOO…. – Gritou um jovem bruscamente despertando bruscamente do seu sonho sentando em lágrimas na sua cama.
-O que tens? – Perguntou uma rapariga entrando no seu quarto rapidamente som o som fortíssimo da trovoada naquele momento.
-Ela foi levada! Ela foi levada! – Chorava o rapaz fortemente nos braços da sua amiga.
-Tem calma, os teus pais já estão vindo para aqui. – Calmava a sua amiga docemente.
-Meu filho! – Exclamou a sua mãe aparecendo na porta do seu quarto; enquanto fortemente mais uns trovões explodiam sobre o seu céu de Gardénia.

Três dias passaram-se sobre a Terra.
-Que noite foi esta! – Exclamou Layla ensonada aparecendo na cozinha do apartamento das Winx em Gardénia. – E bom dia!
-Bom dia. – Cumprimentou Flora terminando de fazer um chá. – Chegas a tempo do chã fresquinho.
-Tecnicamente o chá encontra-se quente, apesar de dizermos fresquinho para referi o facto de ter sido acabado de ser feito. – Afirmou Tecna mexendo a sua chávena de chocolate quente.
-Por favor, logo de manhã com essas cenas tão lógicas. – Comentou Bloom entrando na cozinha muito animada. Enquanto a Layla começava a beber o seu chá e a Flora sentava-se finalmente após de ter terminado de preparar o pequeno-almoço para as amigas e companheiras de apartamento.
-O que se passa, Bloom? – Questionou-lhe Tecna.
-Acabo de receber uma mensagem da senhora Griselda avisando que a Stella, a Musa e a Roxy vem passar uns dias a casa. – Informou Bloom sentando-se.
-Mas porque isso se as aulas ainda vão a meio. – Disse Flora sorrindo tentando não parecer que estava questionando.
-Não sei qual é o motivo destas férias delas. – Respondeu Bloom olhando para o seu lado direito da mesa. – Mas alguém pode descobrir o porque disto?
-Ah? Porque estão todas olhando para mim?! – Questionou Tecna atrapalhada.
-Por favor vê isso por nós todas. – Pediram todas as suas amigas fazendo olhinhos tristes.
-Estás bem, eu vejo o que se passa pela Dimensão Magica, amigas. – Riu-se Tecna levantando rapidamente da mesa levando consigo a sua chávena.
-Obrigado amiga. – Agradeceu Bloom pegando um pão-de-leite.
Como era uma bela manhã de Domingo, que passava tranquilamente sob o Sol brilhava sobre toda a cidade de Gardénia com o seu doce calor, por causa disso as quarto Winx que ainda encontravam-se na Terra foram dar uma volta por um dos jardins acompanhadas pelos seus Pets, que corriam livremente pelo jardim.
Tempestades há mais de três semanas sobre toda a zona de Magix! Foi a informação mais forte em todos os principais meios de comunicação da Dimensão Magica: a Maior Tempestades dos últimos séculos.” Pensava Tecna seriamente. “Mas porque a directora Faragonda ainda não falou nada disto a nós as quarto, ainda encontramos na Terra por mais um tempo; mas porque não chamou-nos como Fadas Guardiães.
-Não achas a Tecna estranha, Layla? – Pergunto Flora discretamente.
-Muito estranha, além que não acredito que a sua pesquisa não tenha nada resultado. O que ela andará a esconder-nos. – Respondeu-lhe um tom menos discreto com objectivo de chamar atenção.
Mas muito distante disto todo a sua volta e quase sem dar sinal a Bloom parou olhando para o horizonte, o que chamou atenção das suas amigas.
-O que se passa? – Questionou Layla.
-Bloom? – Chamou Flora aproximando mais da sua amiga.
-Amigas, eu espero estar errada! – Comentou Bloom levantando o seu braço rapidamente.
-Do que se trata? – Perguntou Tecna rapidamente.
-Aquela rapariga ali parece-se muito com a… – Falava Bloom uma mistura de intrigada e de surpresa. – A Icy?!
-O que? – Gritaram as três observando a rapariga que a sua colega apontava no horizonte espantadas
A rapariga, que a Bloom referiu-se como parecida com a Icy, era uma jovem muito linda com um belo e longíssimo cabelo de tons brancos como a neve e aparentava ter a mesma idade que a Bloom e as suas amigas. Vestia uma camisa branca sobre uma saia azul-marinho. Então, as quarto Winx reparam que na frente desta elegante rapariga encontrava-se um jovem por volta dos seus 17 anos de idade, cabelos pretos e que vestia uma camisa branca sob umas calças de ganga azuis escuríssimas.
-Aquelas são as raparigas que tu andas a procura? – Questionou o rapaz olhando tristemente na direcção de Bloom.
“Ah! Que sensação é esta!” Pensou Bloom começando andar inconsciente na direcção destes dois, em quanto as suas amigas observavam atentamente esta rapariga tão familiar.
-Não pode ser a Icy?! – Comentou Flora integrada.
-Sim, meu amigo, elas são as minhas amigas, quero dizer as minhas antigas rivais. – Respondeu Icy virando lentamente na direcção a Bloom com um leve sorriso de orgulho por estar novamente frente as suas antigas rivais.
-É mesmo a Icy, não há duvida nenhumas. – Informou Tecna seguindo automaticamente a companheira Bloom.
-Flora, não vamos ficar aqui? Se a Icy voltou temos que saber o porque disto. – Disse Layla descontraindo os braços no ar de satisfação.
-O que vais fazer, amiga? – Questionou o rapaz curioso sentando-se rapidamente no chão, enquanto observava as raparigas aproximando rapidamente da Icy.
-Já vais ver, Leo. – Respondeu-lhe dando dois passos mais a frente.
-Vão lutar neste espaço público? – Perguntou Leo olhando em volta de si observando as várias pessoas andando tranquilas pelo jardim.
-Já disse-te que vais ver em breve! – Respondeu Icy sorrindo.
Durante alguns minutos nos corações das quarto Winx e da Icy batiam mais rápido sobre as lembras passadas em comum de combates, discussões e mais combates mágicos. Só que a diferencia desta vez encontrava-se no coração da Icy que vinha em paz na direcção das suas antigas rivais para ter talvez a primeira conversar normal entre elas todas, que isto era transmitido pelo seu rosto sereno e tranquilo observando-as caminhando na sua direcção.
-Icy? És mesmo tu? – Questionou-a Bloom parando a meio metro de distância na frente da sua antiga e velha rival.
-Olá velhas amigas de combate, como encontra-se? – Cumprimentou Icy formalmente.
-Ah? Desculpa-me… Chamas-nos de amigas?! – Exclamou Tecna intrigada; mas Icy não respondeu nada só simplesmente sorriso.
-Estamos muito bem, Icy. Vejo que tu estás muda para melhor?! – Comentou Flora correspondendo ao sorriso da sua antiga rival, em quanto observar atentamente as mudanças psicologias transmitidas pelo olhar da própria Icy.
-Estas bem, Flora? – Questionou Layla intrigada com esta reacção da sua companheira.
-Sim, Layla, encontrou-me muito bem… - Dizia Flora observando o rapaz sentando no chão docemente.
-Sim, Winx, eu mudei muito após vocês terem-nos vencido naquele dia no lago antes de destruir o Valtron; agora tem que vos contar o que aconteceu nos últimos… - Falava Icy sorriso iniciando a sua explicação.
-Já não encontramos sozinhos! – Gritou Leo levantando a sua cabeça para o céu; - Aproxima-se novamente aquela energia! A mesma energia que levou-a!
-O que está o teu amigo a falar? – Questionou Bloom seriamente.
-Aqui não é o lugar certo para continuar a conversar, Winx. – Avisou Icy debruçando rapidamente sobre Leo como estivesse a protegê-lo de algo enquanto os ventos a sua volta ficavam fortíssimos.
-Que energia tão negativa é esta? – Exclamo Tecna ansiosa observando o céu ficando negro como a noite rapidamente.
-Temos que proteger os nossos Pets. – Avisou Layla abraçando-se em nos animaizinhos mágicos que acompanhava-as; - Vocês tem que usar os vossos poderes Believix para nos transporto todos para um local seguro.
-Preparadas, amigas. – Gritou Bloom levantando o seu braço.
-Winx Believix! – Gritaram Bloom, Flora e Tecna envolvendo-se os seus corpos uma luz brilhante.
-Ah! Novos poderes! – Exclamou Icy admirada observando-as a transformação Believix das Winx, quando na sua memória relembrava da transformação Enchantix dos seus anteriores combates.
-Estão aproximar de nós. – Comentou Leo olhando directamente para a Icy enquanto ela abraçava-o em protecção.
-Agora usem as asas de teletransporte. – Conselho Layla protegendo o seu rosto da força do vento batendo nele.
-Preparadas! Winx Zoomix! – Gritou Bloom fechando os olhos rapidamente.
Um simples piscar de olhos da Icy e de Leo todo o cenário em volta deles transfigurava-se do verde do revelado, as arvores e as flores davam lugar ao quente apartamento das Winx. Nesse mesmo segundo, a Layla abriu os braços libertando os Pets da segurança do seu peito, enquanto a Bloom, Flora e Tecna voltavam a estado normal e os seus dois convidados observando atentamente a sala onde encontravam-se.
-Já estão em segurança, meus amores. – Cantarolou Layla chamando os agitados Pets que voavam nervosos em volta de todos os presentes; -Hora de vir comer!
Vamos atrás da Layla” Ordenou o Kiko chamando os seus amigos seguindo rapidamente a Layla.
-Bem, acho que tens muito para contar-nos e alguém para apresentar-nos também. – Avisou Tecna seriamente; - Não é assim?
-Como sempre tens toda a razão, Tecna. – Confirmou Icy sorrindo; - Há coisas que não mudaram com o passar dos tempos.
-Porque vocês não sentam-se, para que possamos falar? – Propus Bloom educadamente.
-Porque não, mas antes de todo vou-me apresentar. Chamou Leo e é um prazer poder conhecer finalmente as famosas Winx. – Apresentou-se Leo esticando a mão directa na direcção da Bloom como forma de cumprimenta-la.
-Prazer em conhecer-te, já que sabes quem somos, Leo. – Apertou-lhe a mão sorrindo.
(Som)” Ouviu-se fortemente o som de algo caindo do andar superior do apartamento aonde ficavam os quatros das Winx, que rapidamente chamou atenção de todos.
-O que foi isto? – Questionou Flora surpreendida; -Se além de nós, não está mais ninguém em casa?
-Não sei quem será, mas eu e a Bloom vamos la cima ver o que se trata, quando tu ficas aqui com os nossos convidados. Já que Layla encontra-se ocupada. – Ordenou Tecna sobre o seu plano criando em mircosegundos.
-Vamos a isso! – Disse Bloom com o seu olhar destemida.
-Boa sorte! – Desejo Icy sentando-se no sofá.
Nesse instante a Bloom começava a subir as escadas uma mistura de medo, curiosidade e de alegria por finalmente voltar a ter um pouco de mais acção na sua vida após ter vencido os Bruxos do Círculo Negro, sendo seguida pela Tecna rapidamente.

Fim do capítulo 001

Capitulo 002:
Il Messaggio di Roxy | The Roxy´s Message | A Mensagem de Roxy

“Olá amigos!
Sou a Roxy, a sétima e mais recente membro do Clube Winx, por causa disto ficou a meu cargo falar-vos sobre uns pormenores relacionados com a nossa nova Aventura “Winx Club, Il Cristallo del Cuore” nesta minha carta para vocês.
Como já deram conta eu encontro a frequentar o novo Semestre em Alfeida, mas antes de chegar a este ponto tenho que esclarecer algumas dúvidas ou acontecimentos durante este período de tempo: em primeiro lugar a nível temporal passaram quase sete meses após teremos vencido os Bruxos do Circulo Negro, que causou muitas modificações no meu planeta natal, a Terra. Em segundo lugar, a primeira destas modificações após da libertação da magia pela Terra foi inicio do seu equilíbrio: as guerras começaram a diminuir rapidamente graças os Estados, especialmente os países em guerras, refazerem as pazes e acordos de aliança. Enquanto isso muitos rapazes e raparigas da minha geração descobriram que também tinham poderes mágicos adormecidos dentro dos seus corações, assim apareceu uma nova geração de Fadas, Magos, Bruxas e Feiticeiros em anos no nosso planeta. Com este acontecimento magnífico acontecendo, a sua principal causa foi fazer-me pertencer ao primeiro grupo de jovens em milénios terrestres irei frequentar as Escolas de Magia da Dimensão Magica; mas no meu caso eu entrei como muitos das minhas colegas e meus colegas após teremos finalizado o Liceu de Gardénia ou as Escolas que cada uma frequentava.
Para mim a mudança está sendo mais fácil por causa da Stella e Musa ter-me acompanhado nesta nova etapa da minha vida: encontro-me no Segunda Ano de Alfea graças ao apoio e das lições que tive na Terra com as outras Winx, assim que entrei como caloira foi transferida para o segundo Ano por causa de dominar a magia básica na perfeição.
Já falei o que eu tinha a falar-vos, agora tenho que ir fazer as minhas malas para o regresso inspirado a casa por ordem da directora Faragonda.
Beijinhos a todos vocês."
Roxy

Fim do capítulo 002

Capitulo 003:
Tra Amici e Nemici| Between Friends and Foes | Entre Amigos e Inimigos

O piso superior dos quartos das Winx encontrava-se mergulhado na escuridão e silêncio quebrado docemente pelos passos delicados da Bloom e da Tecna ao longo do corredor de acesso, enquanto as suas respirações aumentavam lentamente como reflexo da ansiedade por cada passo que avançavam sem saber o que poderia acontecer neste instante.
-Tecna, podes ligar a luz, por favor? – Pediu Bloom num tom de voz baixinho parando de andar após ter entrado um dos quartos. Precisamente no inteiro do quarto de onde provinha o misterioso som.
-Claro. – Respondeu-lhe ligando a luz rapidamente sem saber o que podia encontrar naquela divisão.
A intensa luz dos três candeeiros de tecto revelou para a Bloom e a Tecna o estado do quarto que encontrava-se acompanhado o momento de susto que elas apanharam. Esta divisão achava-se totalmente revirada dos pés para a cabeça: as roupas de camas mexidas, as roupas dos armários estavam pelo chão, as gavetas abertas e remexidas, e haviam papeis, livros, almofadas e entre outras coisas pelo chão. O cenário relembrava-lhes que tinha passado por ali um furacão, mas ainda pelo ar deste espaço sentia-se um fraco de aroma de energia negativa, que provocou na Tecna tremer por uns segundos.
-Tecna, tenho a certeza que esta energia é a mesma que sentimos a pouco no jardim. – Afirmou Bloom olhando para o cenário sua frente como fosse uma estátua de pedra.
-Temos que ver se falta alguma coisa, porque quem entrou em nossa casa, tenho a certeza que andava a procurar de algo importante. – Informou Tecna de joelhos ajuntando folhas soltas no chão.
Ouvindo isso, instintivamente a Bloom avançou por entre os objectos sobre o chão em direcção da sua cama como se o principal tesouro estivesse oculto nos lenços da sua cama. Nesses segundos dos seus passos, o seu coração batia fortemente guiado pelo motivo da sua busca; mas quando aproximou da sua cama, o seu coração clamou ao observar o livro das Fadas, que foi oferecido por directora Faragonda após o primeiro ataque dos Feiticeiros do Círculo Negro as Winx. Pegando nele com ternura, Bloom sentou-se na sua cama suspirado de alívio comentando:
-Ainda bem que estás aqui!
-O que estás a falar? – Questionou Tecna levantado com os braços cheios de papéis soltos apanhados no chão.
-O livro que a menina Faragonda ofereceu-nos para ajudar na última nossa missão. – Falava Bloom mexendo delicadamente pelas páginas do livro; mas de repente o seu olhar parou assustado quando a sua voz exclamou surpreendida; -Estão a faltar páginas nele, Tecna!
-Talvez o que procuram-se, estivesse nessas páginas. – Comentou Tecna pensativa.
-Se é assim, colega, que assunto falava-se este capitulo inteiro arrancado, pois não relembro bem do que este tratava-se. – Desabafou Bloom fechando o livro com olhar triste.
-Acho que tenho o livro em formato PDF no meu PC, Bloom. Queres que eu veja a informação em falta? – Falou Tecna sentando ao lado da amiga observando seu olhar preocupada.
-Hoje esta sendo um dia estranho, Tecna, porque primeiro recebemos a notícia do regresso inspirado das nossas três amigas de Magix para brevemente, segundo a Icy apareceu-nos diferente acompanhada pelo aquele rapaz, o Leo, e agora isto no nosso apartamento. O que se passa? – Questionou Bloom comentando os seus pensamentos.
-Não sei o que ainda teremos que enfrentar, mas talvez seja melhor avisar o que se passa as outras. Vamos lá. – Animou Tecna levantando-se da cama um salto.
-Claro que sim. – Respondeu Bloom posando o livro na sua cama delicadamente.
-O que elas foram ver lá em cima? – Questionou Layla olhando desconfiada para a Icy sentadas frente a frente.
-Simplesmente não sei o que foram fazer, mas acho que foram ver do que se tratava um barulho estranho. – Respondeu Icy amavelmente, que observava com olhar preocupada o Leo apanhado ar fresco no terraço do apartamento das Winx.
-Ok! – Exclamou Layla friamente.
-Aqui está chá de pétalas de rosa para acompanhar-nos a nossa conversa. – Falava Flora vindo da cozinha transportando nas suas mãos uma bandeja com um bule de chá e várias chávenas de chá; enquanto andavam a sala envolveu-se com o aramo do seu chá de rosas.
-Obrigado. – Falou Icy educadamente.
Simplesmente por cada palavra e gesto que Icy fazia estavam sendo observados atentamente pela desconfiança da Layla; este sentimento era misturado com ambiente aromático do chá, enquanto a Flora pousava a bandeja na mesinha de estar e automaticamente ajoelhou-se no chão. Então, começou servir o chá dando primeiro uma chávena a Icy, depois para a Layla e por último serviu-se para si com doce sorriso. Mas distante deste momento aromático na sala de estar das Winx, no exterior do apartamento encontrava-se Leo observando o movimento da rua pensativo.
-Já agora, não estás sozinha na Terra, pois não Icy? – Perguntou Layla seriamente mexendo o seu chá.
-Estás a falar das minhas companheiras, sim estamos as três na Terra, quero dizer estavamos todas na… - Falava Icy no tom de tristeza olhando fixamente para a sua chávena.
Nesse mesmo momento, a Bloom desceu as escadas seguida da Tecna com olhar preocupado falando:
-Alguém entrou em nossa casa e roubou um capítulo do livro das Fada, amigas. – A sua voz transmitia tristeza ao relembrar do estrago deste livro único; - Temos os nossos quartos virados dos pés para a cabeça com roupa, objectos e livros por todo o lado.
-Ainda bem que a Stella não encontra-se por cá, se ela não irei ter um ataque ao ver o cenário. – Comentou Tecna tentando animar o momento.
-Tecna! – Exclamou Bloom olhando-a seriamente.
-Não pode ser, mas o nosso apartamento nunca foi roubado, além que este bairro é dos mais tranquilos da cidade. – Falava Flora ainda sentada de joelhos no chão preparado a chávenas para as suas amigas.
-Será que as tuas amigas não têm nadinha a ver com este facto? – Questionou Layla friamente para Icy.
-Não tem ligação a isto do que estão a falar, nem sei que livro estão a falar. – Respondeu Icy mantendo a sua pose educada e tranquila.
-Já agora, aonde está o teu amigo? – Questionou Tecna sentando ao lado da Layla.
-Encontra-se ali no terraço… - Respondia Flora olhando em frente, porque aonde estava sentada no chão tinha uma visão prefeito da enorme janela a sua frente. Então, a sua voz doce transfigurou para uma voz preocupadíssima; -Onde está o teu amigo, Icy? – Questionou em voz alta preparado para entregar a chávena à Tecna.
-O que queres dizer com isso? Leo! – Falou Icy pelo primeira vez mais alto a sua voz, enquanto a sua chávena tombou no chão deitando o seu contido para fora como o acompanhamento dela a levantar-se do sofá; -Leo? Estás aonde? – Gritou preocupada andando em frente.
Sendo automaticamente seguida pela Bloom, a Icy atravessou a enorme janela de vidro aberta para o terraço olhando para todos lados em busca desesperadamente o seu amigo. Mas para aonde o seu olhar vira-se, não havia nenhum sinal da sua presença de Leo neste espaço como se tivesse evaporado no ar do nada. Rapidamente por detrás delas apareceram a Flora, a Layla e a Tecna seguidas alguns passos mais atrás pelo Kiko, que andava meio medroso por causa da presença da Icy.
-Leo. – Chamava Icy preocupadíssima.
-Mas foi do nadinha que ele desapareceu da minha frente. – Comentou Flora aproximando da Icy falando docemente; -Vamos ajudar-te a encontrá-lo.
-O teu amigo saiu, mas podemos saber para aonde ele foi com o poder de ver o passado com as nossas asas Tracix. – Informou Layla quebrando o seu gelo em relação a Icy ao ver o seu estado emocional.
-O que? Estão a falar dos vossos novos poderes, certo? – Inquiriu Icy espantada.
-Sim, Icy. Preparadas amigas? – Responde Flora animada.
-Winx Believix! – Gritou Bloom vivamente enquanto o seu corpo brilhava intensamente.
-Believix! – Gritaram Layla, Flora e Tecna envolvendo-se os seus corpos uma luz brilhante.
-Vamos olhar para o passado, amigas. – Gritou Bloom fechando os seus olhos delicadamente; - Preparadas? Winx Tracix.
Nesse instante as suas asas transfiguram-se enquanto os olhos de Icy e das quarto Winx iam todo o cenário de cores a escurecer-se observando novamente quase dez minutos a trás no tempo passado. Ali estava Leo encostado ao muro do terraço pensativo que para o olhar de Icy era estranho esta sensação e até as últimas palavras ditas em voz alta de Leo entoaram de sonoridade de surpresa para todas as presentes.
-“Não pode ser ela, mas eu vi-la sendo morta naquela visão…” – O seu olhar transmitia alguma esperança quando se virou na direcção das Winx e começou a correr velozmente. Como o que estavam vendo tratava-se da visão do passado, o reflexo temporal de Leo atravessou a Tecna correndo na direcção desaparecendo dos olhares das Winx e da Icy acompanhado docemente a visão do passado desaparecendo como se fosse fumo no ar.
-Acho que ao ver Leo no passado ajudou-me apanhar a sua energia vital e com o meu scanner poderei guiar-nos para aonde ele dirige-se. – Informou Tecna seriamente.
-Para aonde ele está indo? – Perguntou Flora curiosa.
-Estranho! Ele avançou muitíssimo em pouco tempo, a sua localizada diz-me que encontra-se muito perto do porto de Gardénia. – Respondeu Tecna intrigada.
-Ele foi atrás de alguém? – Questionou Bloom aproximando da Icy; -Sabes quem se trata?
-Sim, Bloom, talvez eu sei quem se trata essa pessoa; além que na verdade há quase três dias que não sabemos nadinha da Darcy. – Respondeu-lhe com olhar de preocupação.
-Vamos parar com as conversas! Vamos atrás do amigo da Icy em alta velocidade em voo Speedix. – Relembrou Layla do principal motivo para se terem transformado em fadas Believix.
-Winx Speedix! – Gritaram as quarto Winx enquanto as novamente as suas asas transfiguravam-se nas asas Speedix.
-Já vi que vocês têm alguns novos poderes nas mangas. – Comentou Icy com leve sorriso.
-Dá-me a tua mão, Icy. – Pediu Layla educadamente.
-Porque? – Perguntou Icy desconfiada
-Porque o velocidade de voo em Speedix é mais forte do que tu já conheces. – Informou Tecna seriamente; - Além que Leo acabou de entrar no porto de Gardénia.
-Ok! – Exclamou Icy agarrando a mão direita da Layla.
-Vamos! – Ordenou Layla apertado a mão fortemente da Icy começando a voar pelos céus quase a velocidade da luz por segundo.
Sendo seguida pelas suas companheiras levantando voo pelo ar, enquanto o Kiko e os seus Pets diziam do terraço adeus com as suas patinhas fofas.
O que se passa? A Icy pediu a nossa ajuda, nem acredito? Alguém destruiu os nossos quartos e esta energia estranha no parque hoje. Agora Leo pareceu ter algo estranho em si e o seu olhar estava triste demais.” Pensava Bloom voando seguindo de perto Layla.

No porto de Gardénia, na zona muito perto do local aonde anteriormente as Winx tenham salvado a Roxy pela primeira vez ao ganhar o seu Poder Believix dos Feiticeiros, já cansado Leo parava de correr atrás da pessoa que aparecia ser a Darcy bruscamente. O seu corpo parecia que ia cair de frente para o chão quando a sua respiração recuperava-se, então, observou que a tal mulher a sua frente encontrava-se também parada, mas estava de costas para ele, o que fiz Leo avança-se mais dois passos em frente antes de perguntar:
-És tu, Darcy?
-Claro que não sou essa tal mulher. – Respondeu-lhe virando lentamente, enquanto todo o seu corpo se transfigurava da ilusão da imagem da Darcy para uma mulher desconhecida.
-Mas quem és tu? Aonde está a Darcy? – Questionou Leo surpreendido.
A sua frente estava uma figura de bela mulher com um longo cabelo de tom verde e usando um delicado vestido de tom verde escuríssimo desenhado perfeitamente sobre as curvas do seu prefeito corpo feminino, mas o que chamou mais a sua atenção foi o olhar desta desconhecida relembrar-lhe duas esmeraldas perfeitamente brilhantes.
-Chamou-me Lady Esmeralda, Escolhido. – Apresentou-se fazendo uma pequena vénia a Leo.
-Acho que estás enganada? Eu? Escolhido do que? – Falava Leo atrapalhado andando um pouco para trás.
-Já de saída, amigo? – Questionou uma voz jovem atrás dele.
Automaticamente Leo virou de costas dando-se com um rapaz sorrindo, que assustou-lhe de morte. Observando rapidamente Leo reparou que este rapaz tinha mais ou menos a sua idade, com os seus cabelos louros e compridos, mas parecia-lhe ser um pessoa fisicamente delicada e ao mesmo tempo muito familiar.
-Ainda mal chegas-te para a nossa festa, já queres ir embora. – Falou o rapaz aproximando muito de Leo, que ficaram quase colados frente a frente.
-Nada de brincar com o possível escolhido, Miguel Zoisite. – Avisou uma voz masculina vindo da direcção onde encontrava-se a mulher observando o nervosismo de Leo.
Rapidamente este rapaz recuou para trás alguns passos enquanto Leo virou-se na sua direcção dando-se com homem elegante de cabelo branco e de olhos azuis acinzentado, vestido um espécie de uniforme azulado escuro com uma capa branca nas costas.
-Desculpe-me, meu mestre, mas só quis vê-lo de perto. – Falou o jovem Miguel Zoisite sorrindo; -Além que és um rapazinho muito giro.
-Ali está o Leo. – Apontou Bloom vendo-o do ar aproximando naquele local acompanhado por três desconhecidos; - Mas quem serão aqueles?
-Não podem ser eles! – Comentou Icy demonstrando que os conhecia pela sua voz preocupada.
-Desculpa-me, mas tenho que ir andando. – Despediu-se Leo dos três estranhos falando no tom tranquilo e começou andar devagar.
-Temos companhia! – Alertou Esmeralda olhando para cima observando as Winx aproximando-se mais; -Aquelas devem ser as tais Winx que o nosso príncipe ordenou que podia-nos brincar um pouco com elas. – Comentou vendo-as começando a descendo em direcção do chão ficando alguns metros atrás do rapaz desconhecido e de Leo.
Assim que as Winx pousaram no chão acompanhadas pela Icy, automaticamente Leo parou de andar e o seu olhar procurou rapidamente o olhar da Icy. Mal os seus olhares sérios encontraram-se era como se eles estivessem dizendo algo entre si. Então, a Icy deu o seu primeiro passo na direcção de Leo, o corpo deste foi aprisionado bruscamente pelo jovem Miguel Zoisite, que perdeu-o contra si com o braço esquerdo deixando o seu braço direito livre.
-Quem são vocês? – Questionou Bloom posicionado a defesa para combater.
-Lady Esmeralda, queres ser a primeira a começar brincado? – Questionou o belo homem ao seu lado, que olhava friamente para as Winx.
-Claro que sim. – Respondeu-lhe começando andar elegantemente como desfilasse uma passerelle na direcção das suas inimigas.
-Flora, Tecna e Layla, fique mais atenta com essa mulher e com o homem. – Ordenou Bloom seriamente; -Eu e a Icy vamos trabalhar em união para resgatar o Leo.
-De acordo. – Responderam-lhe posicionando-se para combater.
-Isto vai ser divertido, Escolhido! – Comentou Miguel Zoisite secretamente ao ouvido direito de Leo com uma voz muito sedutor.
O que faço agora?” Pensou Leo mergulhado nos seus pensamentos.
Após de passar ao lado do seu companheiro de combate com o seu prisioneiro nos braços, a Esmeralda levantou o seu braço direito de forma delicada até ao nível do peito com a sua mão fechada, enquanto o seu olhar buscou a Flora e delicadamente abriu a sua mão fechados os seus olhos rapidamente.
-Veneno Ardente. – Suspirou docemente a sua voz abrindo o seu olhar expulsando uma corrente de energia metalizada em fragmentos de cristais da sua mão.
-Vento de Outono! – Gritou Flora um contra-ataque defensivo.
Enquanto os dois ataques chocavam fortemente pelo ar anulando-se, da frente da Flora, Layla e Tecna desapareceu a Esmeralda um piscar de olhos.
-Ceptro Real das Trevas! – Gritou Esmeralda aparecendo por cima das três com ceptro de tons negros e com altura um pouco superior a sua mestre, mas o seu olhar brilhava fortemente.
-Escudo Magico! – Gritou Tecna criando uma barreira entre ela e as suas três companheiras de segurança.
-Icy, ataques primeiro tu e eu a seguir, assim durante o meu ataque deve dar para libertar o Leo. – Comentou Bloom saltado em frente começando a correr na direcção do Miguel Zoisite e o seu prisioneiro.
-Cristais de Gelo! – Gritou Icy levantando as suas mãos até ao nível do peito muito brilhantes.
Deste brilho branco começaram a sair mais pequenos cristais de gelo velozmente na direcção do seu rival; observando atentamente cada cristal que vinha na sua direcção por segundo, Miguel Zoisite levantou o seu braço livre sem dizer nada criando um escudo de protecção. Totalmente protegido com o seu escudo que quebrava perfeitamente cada cristal de gelo da Icy, comentou animado ao ouvido do seu prisioneiro:
-A tua protectora não está nos seus melhores dias. – A sua voz parecia sedutora, mas Leo não ligava nada ao que ouvia naquele momento.
-Fogo do Dragão! – Gritou Bloom aparecendo do nada por cima dos dois que inspiradamente surpreendeu o seu rival Miguel Zoisite.
-O que? – Comentou admirando a situação olhando para cima.
Mas o som forte da explosão do ataque da Bloom sob metal aconteceu alguns metros a cima dele e de Leo, que chamou atenção dos dois para o fumo acinzentado que surgiu fortemente desta explosão. Lentamente o fumo revelou o desconhecido homem pairando no ar com um espada protegendo o seu peito olhando docemente frio para o rosto de surpresa da Bloom.
-Parabéns princesa Bloom! – Falava-lhe sorrindo; -Conseguis-te ter um ataque quase prefeito.
-O que? Icy! – Gritou Bloom começando a descer velozmente na direcção de Miguel Zoisite. Mas rapidamente foi parada por este homem que apontou a ponta da sua espada a pouquíssimos milímetros do seu pescoço.
-Liberta o meu amigo. – Gritava Icy correndo na direcção do seu rival olhando de ódio.
-Nem penses isso. – Comentou Miguel Zoisite divertindo-se com a situação.
-Parar por favor? Icy, parar! – Gritou Leo preocupado sentindo uma corrente de energia surgindo de trás de si.
Nesse momento o olhar de Miguel Zoisite brilhava fortemente emitido um energia fortemente negativa que atingiu bruscamente o corpo da Icy em questões de mircosegundos. Apesar da sua força para manter firme contra a força exercida no seu corpo, Icy não conseguiu aguentar mais toda a pressão, assim deixou o seu corpo inconsciente sendo atirar para trás pelo ar velozmente acabado por cair perto das três Winx. Mas nenhuma delas aperceberam-se disto, porque encontravam-se mantendo firmemente o escudo de protecção dos ataques da Esmeralda com alguma dificuldade nisto, que era facilmente notória no rosto da Flora.
-Só temos uma solução para parar esta mulher, colegas, vamos união Believix dos nossos poderes. – Propus Tecna dando sinais de manter-se firme no combate.
-Certo. – Respondeu Flora gritando; -Vento de Outono!
-O que e isso? Nem deu para atacares-me? – Brincou Esmeralda divertido com a situação abaixando a guarda por mircosegundos.
-Onda Morfexi! – Gritou Layla fortemente olhando friamente para a sua rival.
-Mega Watt! – Gritou Tecna atacando por último das suas três companheiras, por causa de ainda encontrava-se mantendo o escudo de protecção durante a evocação dos poderes mágicos da Flora e Layla.
-União Believix! – Gritara fortemente as três Winx lançado um contra-ataque.
-O que é isto? – Questionou Esmeralda totalmente surpreendida observando brilho cristalino do contra-ataque velozmente dirigindo na sua direcção. – Como se atreveram atacar-me? – Gritou um tom de fúria iniciando o ataque defensivo agitando delicadamente rápido o seu ceptro pelo ar.
Só que o seu reflexo de reacção rápido foi tarde de mais para a velocidade deste contra-ataque da fusão dos poderes das três Winx; que atingiu bruscamente o seu corpo para o seu súbito espanto. A explosão da energia sobre o seu corpo provocou um brilho fortíssimo do céu, enquanto atirava-a velozmente em direcção do chão. Assim ela acabou por cair alguns metros para atrás do Leo prisioneiro nos braços de Miguel Zoisite, além que esta queda deixou várias marcas visíveis no chão e o seu vestido estava em mau estado juntamente com o seu cabelo e maquilhagem desfeita.
-O que pensas fazer princesa? – Questionava o misterioso homem friamente sem demonstrar nenhum interesse no que tinha acabado de acontecer a sua companheira de armas.
O que faço agora? Nesta situação delicada que estou, mesmo um contra-ataque básico pode significar a minha morte.” Pensava Bloom observando atentamente o seu rival.
-Vocês estão mais fortes. – Comentou Icy finalmente conseguido sentar no chão após ter estando alguns segundos inconsciente deitada.
-Eu vou ajudar a Icy, vocês duas ajudem a Bloom. – Ordenou Layla dirigindo para a sua antiga rival demonstrado preocupação.
-Elas vão vencer-vos. – Comentou Leo observando Esmeralda levantando com dificuldade do chão para o Miguel Zoisite l.
-Não tenhas tanta a certeza… - Falava-lhe Miguel Zoisite docemente ao seu ouvido.
-Agora é a nossa vez… - Falava Tecna preparando-se um plano rápido para salvar jovem Leo e a sua amiga Bloom das suas prisões humanas.
-Já basta por hoje, meus féis Servos. – Entoou fortemente pelo ar uma voz masculina bela naquela área, que rapidamente capitou atenção dos três novos inimigos das Winx comuns da Icy. Então, no horizonte a norte deste espaço surgia lentamente a imagem de um homem caminhado na direcção deste grupo.
-Esta voz! – Comentou Leo delicadamente surpreendido; - Tanto familiar…
-Quem será aquele? – Questionou Flora intrigada observando quem se aproximava.
Ao som da sua voz de comando, a Esmeralda saltou de aonde estava no chão velozmente posicionando-se ao lado do misterioso homem no céu, que mantinha a vida da Bloom por um fio da sua espada.
-Meu príncipe, eu posso informá-lo que tenho em meus braços o Escolhido. – Informou Miguel Zoisite sorrido para o seu jovem mestre que aproximava-se lentamente deles.
-Muito bem, meu… Não pode ser? Leo? – Exclamou este jovem desconhecido admirado quem estava preso nos braços do seu servo.
-Nuno! O meu melhor amigo de infância? Não podes ser tu? – Exclamou Leo olhando admirado para o seu velho melhor amigo de infância, enquanto o seu coração parecia que ia explodir nesse momento.
-Aparentemente o desconhecido príncipe do nosso inimigo é conhecido de Leo. – Falou Layla levantando a Icy do chão delicadamente; -Sabias disto?
-Leo? Não podes ser tu o escolhido? – Comentou Nuno parando em frente de Leo com um leve olhar de tristeza; enquanto Leo sem ter dado conta tinha sido libertado pelo Miguel Zoisite que acabou por dar dois passos para trás.
-Nuno! O meu Amigo… Ou és o meu Inimigo? – Questionou Leo admirando com o seu olhar brilhante.
Neste preciso momento sobre toda a cidade começava docemente a ser beijada pela luz de mais um pôr-do-sol quente e tranquilo; menos aonde as Winx encontravam-se perante uma estranha cena de reencontro de velhos amigos, correctamente novos inimigos.
-Sou mesmo eu, o Nuno. Meu querido Leo. – Chamou-lhe Nuno docemente.
-Não podes ser mesmo tu, Nuno? Não?! – Respondeu-lhe Leo com uma leve lágrima rasgando caminho pelo seu rosto; -Nuno!

Fim do capítulo 003

Capitulo 004:
La Pace definitive! I primi e molte avventure Nuovo | Final Peace! Early and Several New Adventures | Final da Paz! Início de Novas e Várias Aventuras


Suavemente Gardénia encontrava-se sendo beijada pela luz quente e tranquila do pôr-do-sol, excepto o ambiente intenso do porto da cidade aonde as Winx deparavam-se perante o reencontro de velhos amigos, mas que agora o destino pareciam obrigar que eles deviam ser inimigos.
-Sou mesmo eu, o Nuno. Meu querido Leo. – Chamou-lhe o príncipe Nuno docemente demonstrada pelo seu olhar numa prefeita nostalgia por reencontrar o seu amigo.
-Não podes ser mesmo tu, Nuno? Não?! – Respondeu-lhe Leo com uma leve lágrima rasgando caminho pelo seu rosto; -Nuno! Mas tu não encontras-te no intercâmbio em Inglaterra?
-Nuno? Já ouvi aquele nome em casa do Leo, além que já vi o seu rosto em algum lado. – Relembrava-se Icy observando atentamente o seu protegido.
-Tenta recordar quem se trata este rapaz, por favor Icy. – Pediu Layla observando atentamente o belo jovem príncipe Nuno.
-Sim, amigo, esteve alguns tempos nesse país até descobrir as minhas verdadeiras Origens de nascimento, que acabaram-me por guiar a minha missão escrita pelos Deuses milénios antes do meu nascimento. – Respondeu-lhe o príncipe Nuno levantando o seu braço direito em direcção ao rosto de Leo; -Só tenho pena que tu sejas o Escolhido… - A sua voz doce transfigurou-se para triste, então, esticou os seus dedos limpando o rosto do seu amigos das frágeis lágrimas que percorriam falando; -Talvez eu e os meus mais próximos servos possamos estar enganado em relação ao facto de seres o tal Escolhido, meu amigo.
-O que… aconteceu… – Tentava Leo questionar, mas a sua voz demonstrava que encontrava-se nervoso acompanhado pelo fraquejar do tom dela mesmo enquanto o seu olhar observava cuidadosamente o seu amigo de infância ai a sua frente.
Foi assim que o seu olhar reparou nas grandes mudanças físicas do seu velho amigo em pouco meses, apesar de ainda encontrar alguns sinais na fisionomia do príncipe Nuno que mantinham-se iguais. Isto todo deixava Leo totalmente mais surpreso com a pessoa a sua frente parecer-lhe ao mesmo tempo tão familiar e tão desconhecida. Ainda recordava como o seu amigo era um rapaz lindo, atélico e alto uma da imagem do tipo popular entre os colegas e colegas da sua escola; mas naquele momento a sua frente encontrava-se o príncipe Nuno com 1,90 m de altura com o seu corpo atélico mais encorpado, com o novo corte do seu cabelo preto (totalmente diferente do seu corte habitual curto para agora tê-lo levemente comprido em leve rabo-de-cavalo da parte de atrás e com a sua franja tapava-lhe quase por completo o seu olho direito), enquanto o seu rosto transmitia-se uma expressão fria. Mas parecia que a única coisa mantinha no príncipe Nuno tratava-se do seu olhar acastanhado, que continuava conter levemente o seu brilho doce conquistador de qualquer pessoa a sua volta.
-Muita coisa aconteceu nestes últimos meses que brevemente eu terei prazer em contar-te, querido Leo. – Falou o príncipe Nuno seriamente.
-Quem és tu? – Gritou Layla avançado alguns passos aproximando-se destes dois acompanhada pela Icy; - Apareces do nada, dizes que tens sangue e nem te apresentas formalmente como a educação de um príncipe que dizes tu ser!
-Bem dito, Layla! – Comentou Tecna com um leve sorriso.
-Tecna! – Chamou-lhe Flora fraquejando a sua voz; -Estou novamente a sentir estranha. – Avisou meia tonta apoiando na sua companheira de combate.
Uma das Winx está dando sinais de fraqueza, o que faz o jogo ficar menos divertido para os meus servos; depois se o Leo for mesmo o Escolhido não tem graça já levá-lo comigo. Talvez estejamos errados em relação a isso.” Pensou o príncipe Nuno observando todas as reacções e os movimentos que acontecia a sua volta, enquanto abaixava o seu braço direito após ter limpado algumas lágrimas do rosto do seu amigo.
-Meu senhor, quais são as suas ordens? – Questionou Esmeralda acabado de retocar levemente a sua maquiagem, mantendo-se pairado no ar ao lado do seu companheiro de armas que mantinha a Bloom sua prisioneira.
-Lorde Alexandre Kunzite, Lady Esmeralda e General Miguel Zoisite, a vossa nova ordem é a Retirada! Pois já brincamos por hoje o suficiente e não queremos estragar o nosso jogo com as Winx tanto cedo. – A sua voz entoava fortemente por toda aquela área, mas o seu olhar encontrava-se fixado no olhar de Leo.
-Sim, amado príncipe. – Exclamou Esmeralda desapareceu um piscar de olhares do lado do Lorde Alexandre acompanhada por uma leve corrente de vento que espalhava-se por entre todos os presentes.
-Até uma próxima, queridas Winx! – Despediu-se Miguel sorrindo-lhes, enquanto o seu corpo desfigurava no ar.
-Agora que tinham-nos acabado de aquecer, estes tipos vão-se embora. – Reclamou Layla fechando as suas mãos fortemente.
-Princesa Bloom! – Chamou-lhe Lorde Alexandre Kunzite a sua atenção.
-Sim. – Respondeu-lhe seriamente.
-Espero que no próximo encontro nosso, que tu estejas mais preparar para combater-nos. – Avisou Lorde Alexandre Kunzite baixando velozmente a sua espada descendo pelo corpo da sua prisioneira.
-A próxima vez não estarei tão distraída com os teus troques, Lorde. – Respondeu Bloom sorrindo-lhe de satisfação. O que tal foi correspondido pelo seu rival em frente, enquanto este também esfumava-se pelo ar docemente.
-Até muito brevemente Winx e Mensageira. – Despediu-se o príncipe Nuno educadamente de todos os presentes.
-Nuno, por favor, pelo tempo que estives-te desaparecido fica. – Pediu Leo olhando-lhe docemente com lágrimas correndo pelo rosto.
-Desculpa-me, mas… Adeus. – Despediu-se desaparecendo da frente de todos um piscar de olhos.
Nesse mesmo instante do desaparecimento do príncipe Nuno, o jovem Leo tombou de joelhos no chão chorando vivamente, enquanto todos os presentes aproximava-se deste. Mal a Icy chegou ao seu lado, ela abraçou-lhe fortemente com o seu olhar muito brilhante, enquanto a Layla levantou o seu olhar atentamente para o céu que começava estranhamente ficando carregado de nuvens. Uma questão de mircosegundos, muito fragilmente começou caindo delicadas gotas de chuva sobre ela e todos os presentes.
-Mas hoje não havia previsão de chova! – Exclamou admirada.
Esta chuva tem um leve toque de magia, como se a natureza estivesse acompanhar o sofrimento de alguém.” Pensou Bloom levando os seus braços enquanto descia levemente do céu quase por cima das suas amigas gritando; - Barreira Magica.
-Obrigado pela protecção, Bloom. – Comentou Layla observando a barreira protectora criada pela sua amiga protegendo-as da chuva, que aumentava intensamente de cair.
-Meninas, temos que levar o Leo para casa, assim talvez consiga calmar-se. – Pediu Icy preocupada olhando para a Layla.
-Não é a única pessoa que necessita de ajuda agora. – Avisou Tecna seriamente.
-O que tem a Flora? – Gritou Bloom preocupadíssima observando a sua amiga desmaiada deitada o seu corpo nos braços da Tecna.
-Sentiu-se mal e acabou por perder os sentidos. – Respondeu Tecna seriamente.
-Não é a primeira vez que isto aconteceu na última semana com a Flora. – Relembrou-se Bloom meia perdida do que devia fazer naquele momento.
-Vamos ter agora muita calma. – Falou Layla muito seriamente; -Tecna, tu levas Flora para o nosso apartamento, enquanto eu levo a Icy e Leo com ajuda da Bloom com as nossas asas de teletransporte. – Ordenou ao notar que as suas amigas estavam um pouco desorientadas.

-Azul-marinho de noite vai, mas este vermelho fica. – Falava Stella em voz alta passado em revista pela décima vez o seu armário dos seus novos aposentos na ala dos apartamentos dos professores em Alfea. Que era quase onzes horas da noite quando a Stella começava a fazer as suas malas para a sua viajar de regresso ao planeta Terra.
-Porque esse vestido já passou de moda? – Questionou Roxy entrando neste quarto.
O novo aposento da Stella era quase uma autêntica fotocópia do seu antigo quarto enquanto aluna em Alfea; simplesmente as diferencias notórias encontravam-se das cores serem as últimas tendências da Moda em Magix e que a sua disposição do mobiliário no espaço estava-se o inverso como se achava no outro antigo; mas ainda mantinham-se coisas iguais neste: alguma roupa espalhada pelo armário e acessórios de moda por todos os lados.
-Não é isso, Roxy, na verdade quero levar pouca roupa… - Falava Stella pensativa; - Porque vou preparar uns caixotes para a roupa, que já não quero ou não usou mais, para oferecer a uma instituição de ajuda lá na Terra.
-E assim tu podes comprar roupa nova? – Questionou-lhe sentando na cama da Stella.
-Sim, podemos dizer que trata-se disso: compro roupa nova e ajudo outras pessoas com boa roupa. – Respondeu Stella sorrindo atirando com três calças para o chão.
Durante alguns minutos houve um silêncio entre as duas amigas como elas estivem-se buscando assunto para conversar; enquanto a Stella usava a sua magia para por algumas roupas dentro de um caixote e outras para uma das suas cinco malas de viagem.
-Stella, agora que já sabemos do motivo que temos destas férias… - Falava Roxy pensativa; - Talvez devíamos falar o que está acontecer com as outras? O que pensas disto?
-Sabes que não somos nos as três que temos de contar a verdade as outras destes últimos acontecimentos pela Dimensão Magica, não te recordas que a director Faragonda falamos na sexta-feira no seu gabinete. – Respondeu Stella parando o que estava a fazer; - E depois as Trix já encontram-se na Terra cumprindo a sua missão, assim quem tem essa obrigação são elas.
-As vossas velhas inimigas Trix, que agora são bruxas boas com uma Missão Vital para a Dimensão Magica e que acabaram por arrastar-nos também para esta mesmo missão. Que bela maneira o meu segundo ano vai ando! – Comentou Roxy sorrindo.
-Isso mesmo! – Comentou Stella saltando para cima da sua enorme cama, o que fiz esta vibrar levemente com o seu corpo deitando-se.
-Já contas que estás noiva do Brandon oficialmente? – Questionou Roxy levantando-se da cama; -Porque o pedido foi feito ontem a noite e aposto que não contas ainda a elas.
-Amiga, este pedido foi o momento íntimo do Brandon e meu melhor dos últimos tempos, mas tens razão ao dizeres que eu ainda não comentei nadinha com elas… - Falava Stella levantando o seu braço esquerdo até ao nível do seu olhar; - Espero que elas fiquem contentes com a ideia de serem todas as minhas madrinhas do meu casamento para o final deste ano. – Os seus olhos estavam derretido para o anel de noivado, por este ser uma jóia antiga da família do Brandon e por ser um simples diamante envolvido por um corrente de ouro branco que brilhava fortemente sob o seu olhar. – Que lindo! O Brandon foi tão romântico, Roxy.
-Stella, eu estava lá a servir-vos e a Musa a pedido do Brandon passou parte do tempo a cantar músicas românticas para vocês os dois. – Comentou-lhe tirando a língua para fora.
-Foi mesmo de mais! – Desabafou Stella sorridente.
Nesse instante o telemóvel da Roxy começou a tocar fortemente, que fiz a sua dona tirara-lo do bolso das suas calças de gangas pretas; enquanto a Stella virou-se na cama olhando atentamente para a Roxy, que estava espantada com o nome da pessoa no visor do seu telemóvel.
-Olá amigo, como estás? – Falava Roxy amavelmente ao telemóvel.
-“Mais ou menos Roxy, só que eu tenho algo para contar-te.” – Respondeu do outro lado da chamada.
-Conhece esse tom de voz, Leo. O que se passou algo de grave? – Questionou Roxy sentando-se na cama da Stella transfigurando o seu rosto amável para preocupação.
-“Nem advinhas quem finalmente deu sinais de vida após ter desaparecido alguns meses atrás?” – Respondeu Leo falando num tom triste de voz.
-Estás-me a dizer que encontra-lo após tantos meses como dado desaparecido em Inglaterra? O Nuno apareceu quando e aonde? - Respondia Roxy estranhamente surpreendida questionando.
-Roxy, estás bem? – Questionou Stella saltando da sua cama observando o rosto da sua amiga ficando levemente branquinho.
-“Sim, foi hoje e …” – Contava-lhe Leo no tom entre o serio e o triste.

Enquanto isto acontecia em Alfeida, no apartamento das Winx em Gardénia, a Flora estava deitada na sua cama com o olhar perdido na sua chávena de chá na companhia da Bloom; então, alguém bateu suavemente a porta do quarto da Flora, Tecna e Musa.
-Entra Hélia. – Disse Bloom pegando na chávena da amiga meia cheia já fria.
-Obrigado, Bloom. – Respondeu-lhe entrando suavemente andado pelo quarto.
-Olá Hélia. – Falou Flora docemente.
-Obrigado por poderes ter vindo tão rapidamente, pois eu sei que este fim-de-semana estava muito ocupado com a exposição de arte no colégio aonde trabalhas. – Falava Bloom levantando-se da cama da amiga; - Mas agora a Flora necessita de ti, porque estranhamente ficou fraca após as emoções que hoje tivemos durante a tarde.
-Não tem problema. – Sorriu-lhe Hélia ao responder sentando na cama da sua amada; -Como sentes-te agora, Flora?
-Sinto-me muito cansada, amor. – Respondeu-lhe docemente sorrindo.
-Vou deixar-vos uns momentos sozinhos, pois vou buscar algo para alimentares-te bem, amiga. – Avisou Bloom sorrindo ao sair do quarto.
Ao mesmo tempo disto, na área da cozinha deste apartamento, a Layla estava a terminar de servir o jantar dos seus Pets e do Kiko, enquanto a Tecna terminava uma bandeja com um pequeno lanche de fruta, uma sandes e leite quente para a sua amiga adoentada. Então, a Bloom entrou em direcção ao lava-loiça dizendo:
-O Hélia já chegou e encontra-se fazendo companhia.
-Ainda bem, eu já estou a terminar o lanche para a Flora. – Avisou Tecna quase a terminar a sandes de queijo e alface.
-Mas estou preocupada com a saúde da Flora, amigas. – Comentou Layla arrumando já a caixa das bolachas dos seus Pets.
-Estás referindo ao facto dos últimos tempos a Flora não andar lá muito bem de saúde? – Questionou Tecna terminando a sandes ao colocar na bandeja.
-Sim, além ela recusa a ir ao médico. – Respondeu Bloom aproximando da Tecna questionando-a; - Já posso levar-lhe?
-Podes levar-lhe este pequeno banquete e só saias do quarto quando ela terminar de comer parte disto. – Avisou Tecna seriamente.
Enquanto no quarto da Flora, o Hélia acabava de entregar um envolvente a sua namorada olhado docemente para a Flora que correspondia o olhar.
-Não abris-te para saber o que eu tenho? – Comentou Flora rasgando o envolvente cuidadosamente.
-Fui contigo ao médico e acompanhei-te no dia que fostes fazer as análises, não seria justo eu abrir algo que pertence-te. – Falava Hélia amável, enquanto Flora lia atentamente os seus exames.
-Hélia! – A sua voz transmitia várias emoções.
-O que tens? – Questionou-lhe Hélia preocupado.
-O resultado dos exames médicos dizem-me que eu estou… – Falava Flora mantendo a sua voz muito emotiva.

Nuno, o que aconteceu-te nestes último nove meses…” Pensava Leo olhando tristemente através da janela do seu quarto para a chuva, pousando o seu telemóvel no chão de madeira deste aonde encontrava-se sentando sob uma almofada preta; enquanto pelo seu rosto corria uma leve lágrima perdida de tristeza enquanto a sua voz desabafava lentamente; - Porque temos de ser inimigos, Nuno? Meu amigo, o que aconteceu? Nuno…

Leo, o meu melhor amigo… Não pode ser ele o Escolhido. Podia ser todas as pessoas do Universo o Tal, menos Leo.” Pensava o príncipe Nuno seriamente, enquanto o seu olhar olhava desiludido o céu sem estrelas numa das varandas da sua moradia.

Fim do capítulo 004


Última edição por LeonLevi [Levi´s Moon] em Qua Jun 23 2010, 11:04, editado 14 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LeonLevi [Levi´s Moon]
Especialistas


Mensagens : 2018
Reputação : 1
Data de inscrição : 11/02/2009
Idade : 28
Localização : Tomar

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Seg Abr 26 2010, 21:04

Capitulo 005:
Partenda di Alfea | Departure of Alfea | A Partida de Alfea

O Sol abrilhantava fracamente através dos rasgos entre as nuvens assinalando o proximamente de uma nova tempestade sob a Escola de Magia de Alfea; mas o seu pátio encontrava-se totalmente mergulhado na confusão das alunas preparando para as férias fora de tempo por causa dos últimos acontecimentos pela Dimensão Magica. Por toda a sua extensão de espaço encontravam-se algumas alunas despedindo-se das suas amigas, outras ainda conversando a espera do seu transporte para casa e ainda outras alunas esperavam pelos seus pais que vinha dos seus planetas natais de propósito buscá-las; isto todo acontecia sob a vigilância atenta da directora Faragonda, que nas suas mãos encontrava-se a listagem das horas de partidas das suas alunas para os seus planetas natais.
-Senhora Faragonda, já tenho a minha mala pronta para viajar. – Informava Griselda aproximando-se.
-Ainda bem, colega, que aceitas o meu pedido de levares as primeiras alunas da Terra na companhia da Roxy, Stella e Musa. – Falava-lhe Faragonda atenta as horas.
-Só não entendo uma coisa, porque deu-me esta missão? – Questionava Griselda seriamente; -Já que a senhora esteve varias vezes na Terra nos últimos meses, porque agora não vai com estas alunas e as três Winx.
-Porque não devo deixar o meu posto em Alfeida, além que tenho um pequeno grupo de alunas que ficam cá na escola, por não querem ir embora nestas férias extraordinárias. – Respondia-lhe olhando atentamente para as suas alunas; -Além que neste período sem tempo de retorno as nossas funções de ensino, até a minha colega Griffin também fica na sua escola com algumas alunas suas.
-Compreendo-a perfeitamente. – Falou Griselda observando ao longe algumas alunas correndo para os seus pais, que entravam pelo protão principal.
Enquanto isso acontecia, três raparigas estavam sentadas encostado ao poço no meio deste pátio, tratavam-se da Stella, da Musa e da Roxy conversando alegremente com as suas bagagens de viagens mesmo ao lado destas três. Apesar da alegria pelo regresso a sua casa, em volta delas também sentia-se alguma tristeza relacionada com o mesmo.
-Terra chama Roxy! Roxy! – Chamava-lhe Musa intrigada.
-Deixa-lhe estar com os seus pensamentos. – Pediu-lhe Stella alegremente, apesar do seu olhar demonstrava preocupação pela sua amiga.
-Até que tu pareces que sabes o que a Roxy tem?! – Comentou Musa maldosamente.
-Em parte sei alguma coisa, mas a Roxy ainda não falou muito disso. – Respondeu Stella com num olhar furioso.
-Miss Solaria Stella, não necessitas de olhar… - Murmurava Musa em voz alta correspondendo-lhe com o mesmo olhar.
-Vocês as duas podem parar com isso! – Pediu Roxy preocupada.
-Desculpa-nos, não foi por maldade. – Falou Musa sorrindo-lhe.
-Roxy, se tiveres algo para nos contar… - Fiz uma pausa do seu discurso respirando fortemente antes de retorna-lo; -Podes desabafar, pois somos amigas e fazemos todas parte do mesmo clube: Somos as Winx Club. – Falou Stella amavelmente.
Surpreendes-me agora, Stella.” Pensou Musa mantendo o seu doce sorriso.
-Stella… Lembras do telefone que ontem recebi? Que após dele mal falei do que tratava-se? Bem, tenho que desabafar com vocês em relação a conversa de ontem com o meu amigo Leo. – Falava Roxy com o seu olhar perdido no horizonte sem fixá-lo em nada em concreto; - Mas não sei por onde começar, amigas.
-Começa pelo princípio do princípio da tua história. Quem são o Leo e o Nuno? – Falou-lhe Stella amavelmente questionado como forma de matar a sua curiosidade.
-Tens razão, amiga, tenho de começar por algum lado contando quem são estes dois amigos meus… - Suspirou profundamente Roxy antes de continuar a falar; - Antes de conhecer vocês e as outras Winx, como vocês sabem nos meus tempos livres eu trabalhava no bar do meu pai, mas quando não trabalhava lá e tinha ou não tinha aulas estava sempre com o meu pequeno grupo de amigos, do qual fazem parte os meus dois melhores amigos, o Leo e o Nuno… - Interrompeu o seu discurso fechando os olhos, passado alguns segundos no seu rosto apareceu um leve sorriso ao recordar memórias anteriores ao aparecimento das Winx na sua vida retomando o seu discurso. – O Leo é o meu melhor amigo de infância, pois nós conhecemos desde bebés criados quase como fossemos irmãos de sangue, além que tivemos a sorte de seremos colegas de escola em Gardénia. Já o meu amigo Nuno, eu conheço-o desde do 5.º ano e que trata-se de um rapaz lindo e óptimo… - Corou levemente, enquanto mexia no seu telemóvel.
-Acho que alguém estás apaixonado por alguém. – Brincou Stella sorrindo.
-Podem ver estas fotos deles os dois sozinhos e outras fotos deles comigo, pois são as últimas que tiramos os três juntos. – Falou Roxy levemente envergonhada, enquanto mostrava as fotos as amigas.
-Agora entendo como tu ficas ao falar do Nuno, amiga. – Comentou Musa sorrindo.
-Um belo rapaz! Estás enamorado por ele? – Questionou Stella curiosa.
-Qualquer rapariga ou rapaz no meu antigo colégio ficavam encantado pela sua presença, mas o seu coração já pertence alguém que ninguém até hoje da minha antiga turma conseguiu descobrir quem se tratava. – Respondeu Roxy com um leve sorriso retomando as cores normais do seu rosto.
-Podes continuar o que estavas a contar-nos. – Pediu Musa rapidamente para a conversa não fugir do tema principal.
-De acordo, Musa. – Respondeu Roxy retomando o seu olhar perdido no horizonte contando; - Na altura que vocês apareceram na minha vida, o Nuno tive a oportunidade de ir estudar fora, claro que consegui isso graças as suas altas notas e ser um bom desportistas. – Suspirou novamente por um breve segundo; então, retomou o seu discurso; - Se não estou enganada, o meu amigo Nuno foi estudar para um dos melhores colégios privados no Reino Unido, mas as únicas coisas que sei que ele chegou bem e que pelo menos mandou três emails no inicio para a sua família e amigos… Mas após da segunda semana por lá misteriosamente a Escola informou a família que teve de dar-lhe como desaparecido sem deixar rasto no mapa a policia britânica. Isso aconteceu alguns meses atrás...
-Agora esse teu amigo Nuno reapareceu ontem ao teu amigo Leo, não foi assim? Sei disso porque a Icy já informou-me desse reencontro. – Falou Stormy aparecendo na frente delas as três.
Esta estava usada uma calça preta e uma blusa branca, o seu cabelo tinha um novo penteado: agora a Stormy usava o seu cabelo totalmente liso. Então, delicadamente sentou-se a frente da Roxy olhando seriamente para as três Winx presentes.
-Assustas-nos, Stormy. – Avisou Stella sorrindo-lhe; - Apareces do nada como um fantasma!
-Alguns velhos hábitos não se… - Falava Stormy com um leve sorriso em seu rosto
-… Não se mudam tão rapidamente. – Terminaram Musa e Stormy em coro.
-Tens mesmo a certeza que o meu amigo Nuno reapareceu mesmo em Gardénia? Como ele está? – Questionava Roxy rapidamente preocupada.
-Pelo que aconteceu ontem ao final da tarde em Gardénia relatado pela Icy, posso confirmar-te que o teu amigo reapareceu como o Mestre dos meus novos Inimigos. – Respondeu Stormy indiferente ao tom da sua voz enquanto falava; - Autoproclama-se como Príncipe; além juntamente com ele, apareceram pelo menos mais três guerreiros muitíssimos poderosos… Mas tenho uma dúvida da tua conversa anterior, Roxy, que talvez possas explicar-me.
-Do que se trata-se? – Perguntou-lhe intrigada.
-Tens mesmo a certeza que não sabes quem é a pessoa que teu amigo ama? Certeza absoluta? – Respondeu Stormy pondo-lhe a sua dúvida.
-Se que ele ama alguém, mas nunca entendi quem se tratava… - Parou de falar como se tivesse relembrado de alguma coisa, então, a sua reacção foi questionar; - Para responder-te melhor a tua dúvida, podes contar o que aconteceu ontem?
-Claro que sim, vou relatar-vos o que a Icy contou-me com todos os pormenores. – Falava Stormy seriamente; - Todo começou quando a Icy e o Leo encontravam-se num dos parques de Gardénia encontrando-se com as outras Winx, então…
-Vejo que estás muito atenta a conversa delas, as quatro novas aliadas? – Questionou Gisela observando o olhar atento da directora Faragonda.
-Claro que sim, porque ao contrário da Flora, Tecna, Layla, Bloom e o Hélia ainda não sabem de nada o que esta acontecer, já estes três Winx e os restantes especialistas, menos o príncipe Sky, sabem o que está mais ou menos acontecendo. – Respondeu-lhe suspirando de profundamente.
-Encontra-se bem? – Perguntou Gisela preocupada.
-Sim, colega, mas acho que aproximação desta nova batalha tem mais ligação aos sentimentos do que ao poder mágico. – Falava Faragonda pensativa.
-Tem toda a razão, porque conhecendo bem História da Dimensão Magica, a primeira vez que isto aconteceu foi por causa de um belo Amor, que infelizmente todo começou… Agora isso poderá repetir-se outra vez. – Pensou Gisela olhando a confusão que se passava a sua volta; -Desculpa-me, mas tenho de ir verificar ainda alguns detalhes em relação as partidas de certos grupos de alunas.
-Claro que tens. – Disse Faragonda sorrindo, mas o seu olhar encontrava-se como a sua mente mergulhado pensamentos mais profundos. “As vossas respostas encontram-se aonde menos esperam, queridas Winx e Trix Aonde se menos esperam por elas.
Já tinha quase passado mais de meia hora desde que a Stormy tinha-se juntando a conversa com as três Winx, aonde ela contava-lhes sobre os acontecimentos do dia anterior no planeta Terra: o reencontro da Icy com as outras Winx e o reencontro de Leo com o Nuno, a luta entre as Winx e seus Servos do Príncipe Nuno.
-Hum! – Suspirou Stella seriamente no final do relato da Stormy.
-Stella? Já conheço-te bem, para saber que esse “hum” quer-nos dizer algo, não é assim? – Afirmou Musa questionando-a seriamente.
-Acho que já entendi algo, mas necessito de ter mais certezas para poder dizer-vos. – Respondeu-lhe olhando pensativa para o céu.
-Porque não dizes-nos agora? – Questionou Roxy intrigada.
-Fazes bem em primeiro queres ter as tuas certezas primeiramente antes de nos contar o que tens em mente, Stella. – Pronunciou Stormy sorrindo-lhe; -Vamos dar o tempo que a Stella necessita para ter a certeza da sua descoberta.
-Winx e Stormy. Já está quase na hora de partirmos para a Terra. – Chamava-lhes senhora Griselda atenção.
-Obrigado pelo aviso. – Respondeu Musa sem ligar importância nenhuma como as outras três também nem ligaram-lhe.
-Se não quer ligaram-me importância, bem… Rapazes podem ir já embora. – Comentou Griselda em voz alta.
-O que? – Questionou Musa saltado rapidamente.
-Olá Musa. – Falou Riven sorrindo-lhe acompanhado pelo Brandon.
-Olá minha noiva do sol. – Comentou Brandon sorrindo.
Enquanto a senhora Griselda afastava-se lentamente das suas antigas alunas para deixá-las mais a vontade.
-Brandon, meu amor. – Comentou Stella saltado do chão delicadamente em direcção aos braços do seu noivo.
-Riven, o que fazes aqui? – Perguntou Musa felicíssima abraçando-o.
-Vim despedir-me de ti, Musa. – Respondeu-lhe sorrindo, enquanto os seus olhares encontraram-se brilhantes de felicidade.
-Que amoroso da vossa parte. – Comentou Musa beijando o Riven na boca, enquanto este correspondia-lhe igualmente.
-Amo-te Brandon. – Declarou Stella abraçando o seu noivo comentando; -Ficas mais sexy quando apareces aqui com o uniforme da Academia Militar de Magia da Magix.
-Tu és linda de qualquer maneira, Stella, és o meu sol. Amo-te muito. – Correspondeu Brandon sorrindo.
-Meu mor. – Falou Stella apertando os seus braços em volta do pescoço do Brandon, enquanto de seguida beijou-o docemente com os seus lábios correspondo os sentimentos um do outro.
-Stormy. – Chamou Roxy levantando-se do chão.
-Acho que estamos aqui há mais! – Comentou Stormy virando o rosto de lado.
-Vou levar as minhas malas, pois já devemos estar quase de partida. – Falou Roxy pegando nas suas malas.
-Senhora Faragonda, já está todo pronto para a partida do grupo de alunas da Terra. – Avisou Griselda seriamente.
-Pode dar-me a sua listagem, por favor. – Pediu-lhe Faragonda educadamente.
-Porque? – Questionou Griselda olhando seriamente.
-Não tens que ir buscar as suas malas de viagem, além que já tem aonde ficar na Terra, cara amiga. – Respondeu Faragonda sorrindo; - Vai ficar na casa dos pais adoptivos da Bloom, já falei disso com eles e aceitaram a ideia muito amavelmente.
-Obrigado por ter tratado disso, amiga. – Respondeu-lhe Griselda com um leve sorriso no seu rosto.
-De nada. – Agradeceu Faragonda olhando para a listagem das alunas que já tinha partido e das que ainda faltava partir. “Desejo-vos muita boa sorte, Winx e Trix. Peço-vos que cuida bem do jovem Leo.” Pensava após os seus olhos voltarem a olhar para a Stella e as suas amigas despedindo-se do Riven e do Brandon. “Boa sorte meninas.
-Adeus Brandon e Riven. – Despediu-se Stormy educadamente.
-Adeus. – Responderam os dois em coro da mesma forma educadamente frios pela sua presença naquele momento.
-Até a próxima rapazes! – Despediu-se Roxy sorrindo-lhes.
-Até a próxima! – Disse Brandon sorrindo enquanto abraçava com mais força suavemente a sua noiva.
-Cuida-te miúda! – Despediu-se Riven com um sorrido
-Claro que sim! – Disse Roxy acompanhando a Stormy para o ponto de partida das alunas da Alfeida para o seu planeta natal a Terra.
-Amo-te meu docinho. – Despedia-se Brandon beijando novamente a sua noiva.
-Cuida-te bem, Musa. Prometes-me? – Pediu Riven sorrindo.
-Claro que sim. – Respondeu Musa sorrindo e rapidamente voltou a beijá-lo docemente.
-Amo-te, meu príncipe sem reino. – Despediu-se Stella sorrindo.
-Vai-la. – Ordenou Brandon saltando a sua noiva; -Queres ajuda com as malas?
-Claro que sim, meu mor. – Respondeu Stella pegando na sua mala de maquiagem.
-Riven, o que estas a fazer? – Gritou Musa ao ser pegada ao colo pelo seu namorado.
-Vou levar-te ao colo até ali e as tuas malas. – Respondeu-lhe sorrindo.
-Obrigado. – Agradeceu Musa alegremente.
-Atenção as alunas com destino ao planeta Terra que juntem-se neste ponto. – Pedia Faragonda amavelmente em voz alta as suas alunas; que lentamente agrupavam-se num ponto no pátio previamente assinalado para a sua partida para casa.

Sob um agradável sol de princípio da tarde, o jovem Leo passeava pela principal avenida mais movimentadas do coração da cidade Gardénia mergulhado nos seus pensamentos, especialmente nas memórias dos acontecimentos do dia anterior: primeiro conheceu pessoalmente as Winx e depois reencontrou com o seu velho amigo de infância. Enquanto o seu andar era totalmente tranquilo e o seu olhar achava-se muito triste, que nem desconfiava que encontrava-se sendo seguido a pedido da Icy pela Tecna e a Flora, que já encontrava-se melhor da sua fraqueza do dia anterior.
-Não agrada esta ideia, Tecna. – Falava Flora disfarçado olhando para uma montra.
-Foste tu que ofereceu para vir comigo, além que a Icy pediu isto para que o seu protegido não desconfiei mais dela estar quase sempre atrás dele. – Respondeu Tecna seriamente enquanto escrevia um sms do seu telemóvel para o Timmy.
-Porque não estava com vontade de trabalhar hoje e … - Falava Flora meia atrapalhada; -… e tenho direito as folgas também…
-Sim, sim… - Verbalizou Tecna sem dar importância a sua amiga.
Com os seus pensamentos comandado o seu andar, Leo caminhava-se totalmente distraído com o que acontecia a sua volta, especialmente quem vinha andar a sua frente em direcção contrária da sua. Foi neste sentido que Leo encontrava-se quase a chocar contra uma pessoa que do nada surgiu a sua frente parado, mas antes deste choque vir acontecer esta pessoa o cumprimentou-o:
-Boa tarde meu amigo, Leo. – Com muita doçura na sua voz.
-Olá Nuno. – Respondeu Leo rapidamente surpreendido. Ao mesmo tempo levantou o seu olhar do chão observando que o seu amigo encontra-se acompanhado por um dos seus servos, o Miguel Zoisite; assim, também Leo cumprimentou-o; - Olá também para ti, Miguel.
-Olá Escolhido. – Respondeu este amavelmente sedutor.
-Vai haver problemas! – Chamou Flora atenção observando o seu novo inimigo mesmo a sua frente só alguns metros de distancia.
-Aqueles dois novamente. - Comentou Tecna intrigada avançando na direcção deles.
-O que fazes aqui, Nuno? – Questionou Leo com o seu olhar triste.
-Ontem não disse-me para eu ficar, por isso eu estava a tua espera, amigo. – Respondeu-lhe Nuno sorrindo.
-Para que? – Inquiriu Tecna aparecendo por detrás de Leo acompanhada pela sua amiga.
-O que vocês fazem aqui? – Questionou Leo surpreendido virando-se na direcção delas.
-Meu amado mestre, o que faço? – Perguntou Miguel divertindo-se com a situação.
-Podes brincar com estas duas Winx! – Ordenou-lhe Nuno seriamente.
-O que? – Surpreenderam-se Leo, Flora e Tecna ouvindo esta ordem.
-Winx! Vamos brincar! – Gritou Miguel Zoisite levantando o seu braço direito rapidamente com um maldoso sorriso no seu olhar; - Vamos afastar que está mais. – Dizendo isto, a sua mão surgiu uma esfera muito brilhante avermelhada e a sua voz bradou fortemente; -Inferno Ardente!
-Manda o parar! – Pediu Leo inquietado ao seu velho amigo.
-Vai! – Gritou Miguel fortemente lanchando a sua esfera de energia em direcção da estrada sem ligar aonde esta poderia chocar naquele momento. Foi então que o seu ataque atingiu bruscamente ao explodir sobre uma das mostras de uma loja fechada, fazendo assim que voa-se pelo ar milhares de fragmentos do espelho iniciando o pânico entre as pessoas naquela zona.
-O que isto! – Gritava uma mulher caindo no chão sendo atingida por alguns fragmentos.
-Fujam! – Gritavam outras pessoas começando a correr assustadas.
-A tua brincadeira não tem graça nenhuma, ouvis-me puto. – Avisou Flora seriamente chateada; - Winx Believix!
-Believix! – Gritou Tecna vivamente chateada.
-Porque fizes isso? – Perguntou Leo furioso virando na direcção do seu amigo; - Porque acusado dá-te prazer vir outros a sofrer?!
-Claro que não, mas eu não controlo todas as atitudes dos meus servos. – Respondeu-lhe o príncipe Nuno olhando friamente para as Winx.
-Vento de Outono! – Gritou Flora lanchando um ataque directo ao seu rival Miguel.
-Nem penses nisso. – Falou Miguel saltado pelo ar apanhando com as suas mãos o ataque da sua rival animadamente. Então pousando os seus pés no chão, atirou-o igualmente na direcção do chão.
-São duas das Winx! – Exclamavam algumas das pessoas que ainda estavam naquela zona alegremente; enquanto fortemente encontrava-se arder a loja escolhida por Miguel Zoisite para o seu primeiro ataque, o que causa do afastamento das pessoas para salvarem as suas vidas.
-Como conseguis fazer isso? – Questionou Tecna admirada.
-Vamos jogar. – Propus Miguel posicionando-se para combater.
-Ainda não sei o que tu fizes mesmo agora, mas não podes ter sempre essa sorte do teu lado. – Avisou Flora correspondendo-lhe com a mesma posição.
-O que queres de mim? Manda o teu amigo parar. – Ordenou Leo falando seriamente.
-Quero falar contigo, Leo. – Respondeu Nuno olhando docemente para o seu amigo.
Esse teu olhar amável, não conseguis ainda perdeu-o…” Pensava Leo que levemente sorriu-lhe dizendo; - Sei que tens muito para falar-me, mas aqui…
-Não é o lugar certo e nem o momento. – Conclui Nuno correspondendo-lhe o sorriso.
-Quando o luar da lua nova de amanhã estiver no seu ponto mais alto… - Falava Leo amavelmente; -Lembras-te disto, meu amigo?
-Claro que sim, Leo. – Respondeu-lhe virando o seu olhar observando que a Flora foi atirada violentamente contra outra montra após um ataque do seu servo.
-Mega Watt! – Atacou Tecna furiosamente.
-Parar de atacar, Tecna! – Pediu Leo preocupado virando costas ao Nuno rapidamente.
-Não faz isso. – Avisou Flora surgindo entre o fumo que envolvia mais uma loja, que demonstrava ter um caminha lento ao recompor-se do ataque que tinha sido vitima.
O que faço agora? Ataca? Ou não atacar? Pela primeira vez senti-me confusa em pleno campo de batalha, porque ao atacar este miúdo estou a vingar-me da Flora, mas o Leo quer que eu paro de atacar… Mas porque o meu coração batei forte com as suas palavras?” Demonstrava fortemente o nervosismo com as suas mãos a tremerem, enquanto o seu olhar encontrava-se profundamente pensativo.
-Flora! – Gritou Leo olhando preocupadíssimo.
-O que está acontecer-lhe? – Interrogou-se Miguel observando curioso.
-“O que está acontecer?” – Murmurava Flora assustado observando as suas mãos brilhando fortemente apercebendo-se que isto espalhava-se velozmente pelo seu corpo, o que provocava em todos os presentes estranhas emoções em simultâneo.
Todos observavam estranhas mudanças invulgares da transformação Believix da Flora em questões de piscar de um olhar de cada presente; de repente as suas asas believix transfiguravam-se para as suas primeiras asas de fada e as suas vestes para as vestes enchantix, depois as suas asas voltavam ao normal e o seu vestido enchantix transfigurava-se no seu primeiro vestido como fada; como também o seu cabelo ia mudando de penteado rapidamente. As transfigurações da sua transformação de fada believix durou mais ou menos quase um minuto até acabarem com a Flora de joelhos cansada, enquanto voltava simplesmente a sua veste normal desse dia (uma saia e uma blusa).
-Flora! – Exclamou Tecna assustada.
-O que aconteceu-lhe, mestre? – Perguntou Miguel intrigado.
-Não faz ideia nenhuma. – Respondeu-lhe o príncipe Nuno espantando.
-Flora, estás bem? – Questionou Leo preocupado aproximando-se da sua nova amiga ajoelhando-se ao seu lado.
-A minha transformação ficou descontrolada… - Falava Flora em voz alta preocupada, enquanto rapidamente pousou as suas mãos sobre o seu ventre; -Será que o facto de estar grávida tenha descontrolado os meus poderes?
-O que, Flora? – Questionou Tecna espantada.
-Grávida?! Parabéns, minha amiga. – Abraçou Leo amavelmente.
-Isto muda toda a situação, uma Winx grávida é o nosso convite para irmos embora. – Ordenou Nuno olhando seriamente para o seu servo.
-Sim, meu mestre. – Respondeu-lhe Miguel Zoisite desaparecendo rapidamente pelo ar como fumaça.
-Leo. – Chamou Nuno amavelmente.
-Sim, Nuno? – Disse-lhe com um sorriso.
-“Quando o luar da lua nova de amanhã estiver no seu ponto mais alto”… Até uma próxima. – Despediu-se o príncipe Nuno desaparecendo da frente deste três também como fumaça pelo ar.
-Até uma próxima. – Falou Leo sorrindo.
-Flora, podes repetir o que acabas de dizeres-nos? – Pediu Tecna surpreendida aproximando-se destes dois para ajudar a sua amiga levantar-se do chão.
-Estou grávida! – Respondeu-lhe Flora amável sorrindo ao passar delicadamente as suas mãos por cima do seu ventre; - Eu e o Hélia vamos ser pais, amiga, além que eu vou ser a primeira Winx mamã.
-A primeira Winx mamã! Parabéns Flora! – Gritou Tecna animadamente feliz abraçando a sua amiga.
-Vou ser mamã! – Comentou Flora amavelmente abraçada pela sua companheira Winx.

Fim do capítulo 005


Capitulo 006:
Tradito | Betrayed | Traídas

As vezes para nós podermos continuar descobrindo o futuro das raparigas do Clube Winx e dos seus companheiros de jornada – os Especialistas, e das suas novas aliadas Trix… Devemos voltar atrás no passado para descobrir aonde começou a jornada mágica das Winx antes de ter tomado a decisão de procura d`Il Cristallo del Cuore; por causa disto, tenho que contar como as Trix transformaram-se em novas bruxas…” Escrevia alguém conhecedor do passado, do presente e do futuro delicadamente uma página do Livro das Fadas com uma letra lindamente desenhada; que encontrava-se uma sala escura sobre a luz de uma caldeiro de mesa com o seu rosto sendo beijado pela luz do lunar que entrava a dentro da divisão aonde encontrava-se. “Após as Winx com ajuda da Dafne, a irmã de Bloom, e dos Especialistas terem vencido as Bruxas Ancestrais. Estas encontraram finalmente a sua desejada liberdade da sua prisão partindo em busca das suas próximas vítimas, quero dizer as suas próximas servas, assim foram em busca das três bruxas suas descendentes directas, a Icy, Stormy e Darcy… Que também encontravam-se prisioneiras na Fortaleza da Luz. Voltando a ser livres pelas suas Ancestrais e levadas para uma zona da Dimensão Mágica conhecida como a zona negra (por ser constituídas por estrelas e por planetas mergulhados na trevas e no esquecimento, aonde no passado foram grandes civilizações do Universo Mágico) … Assim começou esta aventura começou para as Trix…


-Quase há ano que estamos presas neste maldito planeta morto só treinando dia sim, dia sim. – Comentava Stormy levantando-se do chão com sinais de cansaço.
-Mas lembra-te que estamos aqui graças as nossas avós ancestrais bruxas… Apesar de não saber muito o que vamos fazer ainda. – Respondeu Darcy a letra sentando-se cansada sobre uma perda; - A nossa sorte é que graças a elas aqui neste mundo morto não nos falta nada: alimentação, casa e muitos conhecimentos de magia.
-Eu sei disso, mas nós devíamos ir atrás das nossas queridas rivais… - Falava Stormy estacando os seus braços para relaxar o seu corpo dorido após horas seguidas combatendo contra a sua companheira de armas Darcy.
-Das Winx? Acho que devíamos esquecer delas, porque mais forte que nos estejamos agora graças as nossas antepassadas, acredito que ainda não vamos conseguir vencer aquelas seis fadas. – Desabafava Darcy deitando sobre a enorme pedra aonde estava deitada.
-Espero que já estejamos ao nível que as nossas antepassadas desejam que nos chegamos rapidamente… Seremos bruxas mais poderosas que a velha Griffin … - Cantarolava Stormy animadamente; -Sinto-me tão poderosa… Tão poderosa!
Correndo velozmente do nada na direcção destes duas Trix, através da amena névoa criada do treinamento destas duas apareceu Icy com o seu rosto branqueado de susto, que acabou por travar bruscamente ao pé da Stormy; enquanto a Darcy sentou-se sobressaltada com o estranho comportamento da líder das Trix.
-Nem imaginam o que acabei de descobrir. – A sua voz demonstrava pela primeira vez um tom de horror com uma pequena mistura de medo.
-O que tens? Nunca te vi assim? – Questionou Darcy olhando preocupada.
-Nós somos simplesmente piões para as nossas Antepassada. – Respondeu Icy com a sua respiração descontrolada.
-Isso o que novo tem? Já algum tempo que essa é a nossa função. – Comentou Stormy desinteressada com a conversa.
-Desta vez é totalmente diferente das outras vezes, antes éramos só instrumentos de combate, mas… - Falava Icy retomando a sua respiração normal.
-Mas? – Comentou Darcy levantando da sua pedra.
-Transformamos em alimento para as Bruxas Ancestrais voltarem a poder conseguir ter suficiente para… - Contava Icy preocupada.
-Para quando chegarem ao vosso nível máximo de bruxas, nós as três poder roubar-vos os vossos Poderes, bruxas tontas. – Falavam em coro as três Bruxas Ancestrais aparecendo lentamente através da névoa em gargalhadas maldosas.
-Isto é verdade? – Perguntou Darcy aproximado das suas companheiras de armas.
-Só tornei-me mais forte para ser vosso almoço? – Questionou Stormy surpreendida.
-Icy, já que ouviste-nos, deve saber responder as tuas companheiras. – Ordenaram-lhe alegremente parando alguns metros em frente das Trix.
-Aparentemente todo não passou de um jogo para elas, foi o que ouvi mesmo pouco quando ia para descansar. – Contava Icy furiosamente fechando as suas mãos; - Na realidade todo foi preparado desde que nos libertaram, os treinamentos contínuos e os seus ensinamentos de bruxaria tiveram sempre o mesmo propósito…
-Roubar os vossos Poderes Mágicos conseguido assim retornar-nos aos nossos velhos corpos de jovens bruxas. – Continuou o raciocino uma das três Bruxas Ancestrais, enquanto as outras continuava rindo alegremente.
-Isso é impossível! – Comentou Stormy intrigada.
-Porque achas que nos últimos dias só temos feitos os treinos aqui? Perto do abismo da Trevas deste planeta? – Gritou Icy revoltada.
-Não podem fazer isso. – Gritou Darcy revoltada.
-Sim, minhas bruxas tontas… Vamos roubar os vossos poderes e quase toda a vossa energia vital para conseguir-nos obter o que queremos, minhas tontas, a Juventude. – Falava uma das Bruxas Ancestrais.
-Como sabem, por de atrás de vocês encontra-se o abismo das Trevas, aonde iremos atirar-vos ainda com vida para desaparecerem para sempre. – Pronunciaram as outras duas Bruxas Ancestrais em coro de gargalhadas.
-Nunca. – Gritou Icy levantando os braços revoltada; - Vamos lutar contra vocês…
-Não podem tocar-nos. – Avisaram as Bruxas Ancestrais animadamente.
-O que nos fizeram? – Perguntou Stormy também com os seus braços levantados.
-Porque que advinham? – Gargalhou uma das Bruxas Ancestrais.
-Estas velhas lancharam-nos o feitiço para nunca poderes atacar o teu mestre. Muito espertas. – Respondeu Darcy tristemente como fosse uma estátua viva.
-Malditas! – Gritaram as outras duas Trix furiosas.
-Prontas irmãzinhas? – Inquiriu uma das Bruxas Ancestrais sorrindo de satisfação.
-Claro que estamos alguns meses preparadas para este momento. – Responderam as outras duas em gargalhadas infernais.
-Não faça-nos isso, por favor? – Pediu Darcy desesperadamente.
-Invocamos os poderes das Trevas das Ilusões, os poderes do Gelo Infernal e poder das Violentas Tempestades… Chamamos a nossa presença o poder sagrado do circulo das bruxas, para o qual invocamos todas as energias negativas do Universo dos Vivos e dos Mortos! – Cantarolavam as três Bruxas Ancestrais alegremente invocando o primeiro mortal feitiço dos Setes Feitiços Proibidos da Bruxaria; - Que a Morte das nossas escolhidas, nos possa voltar dar as vossa vidas mortas a nossa glória de jovens bruxas de corpo, mas manteremos a nossa poderosa idade da sabedoria e na magia das trevas… “Rubare il Fuoco della Vita (Roubar o Fogo da Vida)”!
-Adeus… - Despediu-se Icy fechando os seus olhos rapidamente.
- Adeus… - Despediram-se as outras duas Trix também fechando os seus olhos, enquanto lágrimas corriam suavemente pelo rosto da Darcy.
O suave e doce silêncio aonde encontravam-se as Trix transformou-se na agonia dos gritos infernais das três, enquanto eram levantadas pelo ar dentro de fortíssimas rasgadas de vento mágico que rompiam bruscamente como espada as suas vestes marcando violentamente a sua pele. Livremente pairando pelo ar, os seus corpos começaram libertando de dentro das suas feridas uma luz delicadamente de tom preto, a qual representava que a sua energia mágica e a suas forças vitais de vida encontravam-se sendo roubadas descaradamente pelas Bruxas Ancestrais.
Assim do lado destas três bruxas, os seus corpos fantasmagóricos saboreavam-se alegremente de prazer da nova energia vital jovem de bruxaria, enquanto começavam lentamente a transfiguração dos seus corpos fantasmagóricos para corpos de carne e ossos. Por outras palavras, os corpos fantasmas Bruxas Ancestrais retomavam finalmente a sua glória jovem de mulheres belas de carne e ossos.
-Sinto tão viva, irmãs. – Falava uma das bruxas alegremente observando as suas mãos jovens de pele brilhante, enquanto termia levemente ao sentir o vento docemente tocando na sua pele.
-Sim, todo correu como previsto. – Comentou outra das bruxas passando delicadamente com as suas mãos pelo seu rosto e corpo sentindo novamente a sua existência, que encontrava-se nu como também das suas companheiras ancestrais.
-Temos que livrar do lixo. – Comentou a última das bruxas levantando a sua mão ligeiramente fechada como se esteve a segurar as quase mortas Trix; - O que fazemos com vocês? – Enquanto movimentava a sua mão delicadamente pelo ar sendo observada docemente pelas suas irmãs, mas que do outro lado representava que as Trix encontrava-se levadas pelo ar para meio do abismo; -Osp! – Comentou ao abrir a sua mão velozmente.
-Boa viagem, tontas! – Comentaram as outras duas alegremente.
Assim as três jovens Bruxas Ancestrais observaram animada o desaparecendo das Trix por entre a escuridão deste abismo, como tivesse atirado perdas ao mar mais negríssimo deste mundo. As suas gargalhadas jovens entravam brutamente naquele abismo onde velozmente caiam a Icy, a Stormy e a Darcy; mas passado algum tempo os seus infernais risos já não tinham suficiente força para alcançar aonde as Trix estavam em queda das Trix naquele espaço sem final a vista mergulhado nas trevas.
-Fomos tão estúpidas, outra vez! – Comentou Icy com dificuldade observando a sua infernal descida para o vazio.
-Mas pelo menos… estamos juntas… nisto… - Respondeu Stormy quase sem conseguir ouvir-se a sua voz.
-Adoro-vos irmãs… - Comentou Darcy amavelmente esticando a sua mão directa para a Icy dizendo; - Se for para morrer agora, quero estar de mão dada as minhas companheiras das armas.
-A sentimental… do grupo. – Respondeu Icy apertando a mão da Darcy, enquanto esticava a sua mão esquerda para a Stormy com dificuldade; - Pelo menos estamos juntas na morte. Adoro-vos.
-Eu… ama-vos, irmãs… - Respondeu Stormy apertando fortemente a mão da sua companheira.
-Estão prontas para a morte? – Perguntou Darcy sorrindo-lhes naquele momento infernalmente horrível da aproximação do final das Trix.
-Estamos… – Corresponderam as outras duas Trix sorrindo.
Os seus corpos continuavam caindo velozmente naquele vazio do abismo das Trevas para o qual não era conhecido a sua profundidade. Mas algo não batia certo naquela hora, em vez de gritos as Trix choravam com um sorriso no seu rosto demonstrado os seus sentimentos de amor que tinha uma pelas outras, algo que talvez nunca pensariam vê-las fazer nas suas vidas. Enquanto suavemente as suas lágrimas de amor verdadeiro tocavam mais sitiante naquelas trevas, assim mergulhadas nas trevas as suas lágrimas começaram amavelmente brilhar como fosse luzinhas quentes naquele espaço glacial.
-O que luz é esta? – Questionou Icy sorrindo para luz dourada a sua frente.
-“Minhas queridas bruxinhas, venho em paz.” – Entoou vindo da luz uma voz docemente amável que aqueceu os corpos quase mortos das Trix, que nem se deram conta que encontravam-se pairando pelo ar do abismo, precisamente um local aonde sem via-se o fundo e nem alcançava-se a sua entrada só rocha e trevas a sua volta e daquela fortíssima luz.
-Quem és tu? – Perguntou Stormy amavelmente corresponde a esta voz.
-“Não importa-vos que sou eu.” – Respondeu esta voz amavelmente.
Os seus olhos fracos observaram que dentro desta luz parecia adquirir a imagem de duas pessoas, que pairando no ar como elas estavam também; então, as Trix reparam que estas duas pessoas seriam pelas suas vestes uma lendária fada e outra pelas suas vestes era um lendário especialista ou mago, mas os seus rostos estavam ocultos pela brilhante luz.
-“Não importa-vos saber quem nós somos, mas podemos salvar-vos…” – Falou no tom mais friamente a pessoa que relembravam-lhes um especialista.
-“Se vocês aceitarem as nossas condições, podemos dar-vos o lendário poder “Purifrix” das Bruxas…” – Continuou a voz amável da outra pessoa; -“Porque apesar de todo o mal que vocês fizeram nas vossas vidas, este último vosso acto de amor entre vocês tocou-nos profundamente…
-“Aviso que aceitarem as nossas condições, vocês iram ser transformadas por dentro para fora, nunca mais poderão voltar a ser o que são agora três bruxas negativas e tontas do passado… Aceitam Trix?” – Propus a voz masculina friamente amável esticando o seu braço na direcção das Trix.
-Se aceitaram-nos não morremos, pois não? – Questionou Darcy levantando o seu braço livre na direcção destes dois desconhecidos.
-“Não, minhas filhas, ao aceitarem viverão e terão uma nova missão por aceitar todas as nossas condições.” – Explicou a doce voz feminina, enquanto estivava o seu braço esquerdo em direcção das Trix docemente.
-Eu aceito… Quero dizer como a líder das Trix, aceitamos o vosso trato. – Concordou Icy sorrido fraco rasgando no seu rosto.
-“Deu-nos as vossas mãos, Trix.” – Pediu amavelmente a voz feminina.
Se mais nenhuma das três Trix questionar ou nem comentar quem encontravam-se a suas frentes, elas deram as suas mãos para este misterioso casal, que transmitia calor amavelmente para as Trix feridas e esgotadas. Então, as mãos deste casal começou a brilhar fortemente como estivessem ardendo de calor, assim em coro os dois ordenaram:
Icy, mestre do gelo! Darcy, a princesa das ilusões! Stormy, a mãe das Tempestades! Por renunciar ao vosso passado, nós temos o prazer de dar-vos o poder Purifrix, o lendário poder das bruxas… Digam com toda a força do vosso coração: Trix Purifrix!”
-Trix Purifrix! – Gritaram fortemente as três Trix fechando os seus olhos.
Enquanto as Trix sentiram que das mãos deste amável misterioso casal transmita o seu novo poder mergulhando profundamente nos seus corpos feridos, especialmente nos seus corações fazendo baterem mais fortemente. Então, toda aquela área foi invadida bruscamente por uma explosão de energia, que iluminava totalmente a escuridão em volta das Trix; ao mesmo tempo docemente elas foram adormecidas no sono profundo, enquanto nas suas mentes e nos seus corações eram impresso a nova missão ao se transformar em Bruxas Purifrix de dentro e para fora.

O som da chuva era fortíssimo que caia sob a cabeça da Icy.
A Icy encontrava-se deitada inconsciente no chão acompanhada pelas suas companheiras de combate Darcy e Stormy na mesma área; para os seus corpos pareciam estar há horas deitadas debaixo de tempestade, enquanto as gostas correndo pelo seu rosto despertando-as lentamente e assim a Icy tentou levantar a sua cabeça procurando saber aonde encontrava-se. Foi nesse instante que apercebeu-se de alguém aproximar-se rapidamente de si, que corria com a sua respiração dando sinais de preocupação.
-O que vos aconteceu? – Questionou docemente ajoelhando ao seu lado; então, pegando a Icy contra o seu colo gritou fortemente; -Griselda! Meninas, ajudem-me por favor. – Foi neste momento que a Icy deu conta que estava nos braços da senhora Faragonda.
-Estou em Alfea? Nós… - Falava Icy com dificuldade.
-Minha filha, aqui encontras-te em paz, vamos tratar de vocês as três. – Falava Faragonda amavelmente.
-Mas são as Trix! – Comentou Musa aproximando com a Roxy e a Stella atrás dela.
-Meninas, ajudem-nos levá-las para a enfermaria… Estamos muito feridas, temos que cuidar delas. – Pediu Griselda aproximando da inconsciente Stormy.
-Claro que sim. – Respondeu Roxy correndo na sua direcção.
-Essa marca no ombro?! – Comentou Faragonda observando a Icy meia adormecida nos seus braços; -Não pode ser… Vocês tornaram-se bruxas Purifrix?
-O que quer dizer com isso, directora Faragonda? – Questionou Stella intrigada ajoelhando ao seu lado.
Naquele momento desta noite chuvosa em volta das Trix aproximavam-se algumas alunas e os professores como resposta ao chamado da directora de Afeada, nem se importando de ficarem molhados.


-Nem acredito que vocês as três foram traídas pelas vossas antepassadas, especialmente porque vocês confiavam nelas. - Comentou Layla friamente.
Era já quase final da tarde sob a cidade de Gardénia. Do lado de fora o sol já ponha docemente dando por terminado mais um dia, enquanto no apartamento das Winx, a Bloom, a Flora, a Layla e a Tecna encontravam-se tomando um lanche com a Icy. Enquanto esta estava finalmente contar as Winx em resume todo o que tinha acontecido nos últimos tempos na vida das Trix, mas estando a leste desta conversa, animadamente Leo entretinha-se o Kiku e os Pets das Winx na varanda para que estes não interrompessem a conversa das suas donas.
-Foi o que aconteceu a mim e a Darcy e a Stormy. – Respondeu Icy pousando delicadamente a sua chávena sob na mesa.
-Purifrix? Desculpa-me, mas o que isso é? – Questionou Bloom curiosa enquanto tentava disfarçar o seu estado bebendo o seu chã de ervas.
-O poder Purifrix das Bruxas, sei o que significa porque li sobre isto no capítulo do Livro das Fadas dedicada as bruxas. – Falava Tecna sorrido; - Amigas, na realidade encontra-se registado na História que existiram poucas bruxas tivessem alguma vez chegado a este nível da bruxaria, porque trata-se de um nível aonde uma bruxa quase abandona o seu lado das trevas, da magia negra e da maldade aproximando mais da magia das trevas brancas após experimentar uma experiencia quase de morte aonde revele dentro de si os seus melhores sentimentos como amor e amizade. – Parou por segundos o seu discurso para respirar antes de retorna-lo; - Mas como existe pouca informação sobre este nível de bruxaria branca, torna-se vago a informação que encontra-se escrita este livro.
-Parabéns Tecna! Soubeste explicar em poucas palavras o que nós as três vivemos naquele dia. – Disse Icy seriamente.
-Meu Deus, vocês passaram por um sofrimento horrível da morte. – Comentava Flora tristemente passado a sua mão esquerda docemente pelo seu ventre.
-Foi a morte que vimos naqueles momentos… - Desabafava Icy no tom mais sentimental.
-Ops! Com a nossa conversa esquecemos que hoje chegam as nossas amigas. – Relembrou-se do nada Bloom olhando para o relógio do pulso da Layla, que encontrava-se sentada ao seu lado.
-O ponto de chegava vai ser na baixa da cidade, não é assim? – Perguntou Flora sorrindo.
-Sim, amiga, além de irmos buscar as nossas amigas e ainda eu vou ter que acompanhar a Griselda para a casa dos meus pais. – Respondeu Bloom saltando do sofá apressadamente.
-Bem, não se importaram se eu ficar em casa com a Tecna, pois estou cansada desta tarde andar trás do Leo para vigiá-lo. – Informou Flora mantendo-se sentada e automaticamente fiz um sinal com a cabeça para a Tecna; -Assim nós as duas podemos preparar o jantar para as nossas companheiras de apartamento após a sua viagem entre dimensões.
-Parece ser uma boa ideia. – Comentou Tecna atrapalhada voltando a sentar no sofá.
-Por mim não há mal nenhum. – Falou Layla animadamente; -Bloom, tens algo a dizer-nos?
-Claro que não. – Respondeu Bloom atrapalhada procurando a sua mala.
-Bem, já eu vou para casa com o meu amigo e lá esperamos pela Stormy. – Informou Icy amavelmente levantando-se.
-Aonde meti o telemóvel? – Questionava-se em voz alta Layla em sua busca pela sala.
-Flora, porque não contas ainda nada desta tarde? – Interrogou Tecna falando em segredo.
-Porque não quero preocupar as minhas amigas ainda com facto da minha transformação ter ficado doida, peço que tu ajudes-me ao procurar informação sobre isto. – Respondia Flora amavelmente em segredo.
-O que vocês as duas tanto segredam uma a outra? – Inquiriu Bloom sorrindo-lhes.
-Nada, só estavamos falando o que íamos fazer para o jantar. – Respondeu Tecna seriamente sorrindo-lhe.
-Ok, amigas… Vou andando! Layla? – Falava Bloom preparada para sair de casa; -Vamos andando?
-Claro que sim, estou morta para saber as novidades da Stella. – Gozou Layla docemente enquanto falava para amiga saindo do seu apartamento.

Fim do capítulo 006


Capitulo 007:
Benvenuti a casa Winx! | Welcome Home Winx! | Bem-vindo a casa Winx!


-Mãe! Estás em casa? – Chamava Bloom animadamente; - Oh, Mãe? Pai? Alguém? - Entrava no hall da casa dos seus pais adoptivos suavemente acompanhada pela senhora Griselda, que encontrava-se relativamente cansada da sua viagem; - Oh Mãe?
-Já estou indo, minha filha. – Respondeu-lhe a sua mãe adoptiva descendo as escadas rapidamente.
-Mãe, por causa relembra-se da senhora Griselda de Alfea? – Reapresentava Bloom docemente com a sua voz, enquanto a sua mãe adoptiva aproximava das duas sorrido.
-Claro que sim, minha filha. Como estás? – Cumprimentou a sua mãe abraçando a sua filha maternalmente, que de seguida falou educadamente para a sua convidada; -Muito prazer em revê-la, senhora Griselda, espero que se sinta bem na nossa casa.
-Muito obrigado, por receber-me na sua casa. – Agradeceu-lhe educadamente.
-Estou bem, mãe, mas aonde está o pai? – Questionou Bloom procurando-o no seu lugar habitual sentado no sofá na sala de estar.
-O teu pai foi chamado ao serviço de última hora. – Respondeu a sua mãe adoptiva fazendo sinal para as duas entrar na sala de estar.
-Que pena, nas últimas semanas eu mau tenho o visto quando venho a nossa casa. – Comentou Bloom desiludida entrando na sala de estar.
-Acabei de arrumar o seu quarto só agora, porque é difícil para mim com minha loja ter tido tempo para fazer as coisas com mais calma. – Falava a mãe de Bloom com amável sorriso em seu rosto; - Minha filha, podes ir ver o jantar?
-Claro que sim, mãe. – Respondeu Bloom docemente encaminhando na direcção da cozinha.
-Enquanto a minha filha trata das panelas, quero mostrar aonde vai ficar instalada nos próximos dias. – Falava a sua mãe educadamente para a sua convidada; - Aproveito automaticamente e digo-lhe aonde fica a casa de banho, aposto que antes de jantar vai quer refrescar-se da viagem. – Guiava a Griselda pela sua casa enquanto falava-lhe amavelmente; -Não é assim?
-Claro que sim, aproveitando assim para dar-lhe mais tempo para terminar o jantar. – Respondeu Griselda com um sorriso caminhando atrás da mãe adoptiva da Bloom, que guiava-la até ao quarto de hóspedes desta casa.

Finalmente em casa! Hum… Já vai algum tempo que não venho a casa. Que saudades!” Pensava Roxy observando com nostalgia a moradia da sua família, enquanto caminhava velozmente atrás do seu jardim carregada com as suas malas de viagem. “Será que os meus pais estão em casa com o Artú? Talvez estejam no Fruit Music Bar ainda estas horas…” Abria cuidadosamente a porta da sua moradia com o seu coração batendo fortemente, após ter entrado para dentro apercebeu-se que a sua sala encontrava-se as escuras, então, comentou em voz alta tristemente:
-Não está ninguém em casa. Nem mãe, nem pai e nem o meu cão… Ninguém. – Terminou suspirando fortemente; então, a luz desta divisão foi ligada revelando uma mega surpresa para si.
-Bem vinda, minha princesa. – Gritou o seu pai animadamente.
-Bem vinda a casa, minha filha. – Falou a sua mãe docemente.
Bem-vinda amiga a casa.” Ladrou Artú sentado no chão ao lado dos seus pais.
-Meus queridos Pais! Meu querido Artú! – Comentou Roxy emocionada observando o trabalho que os seus pais tinham preparado para a sua chegada.
A mesa de jantar encontrava-se lindamente posta com uma toalha branca debaixo de outra toalha de tons roxos claros, enquanto sob as duas toalhas estavam a louça mais fina que tinha em casa (só usada pela altura do Natal, Ano Novo e Pascoa). Na parede encontrava-se uma facha pintada a mão dizendo esta frase: “Benvenuti a casa, la nostra amata principessa. (Bem-vinda a casa, nossa amada princesa) ”; em que as suas cores brilhavam fortemente no coração da Roxy animadamente por regressar a casa.
-Mamã, pai, não tenho palavras para a vossa surpresa. – Comentou-lhes deixando as suas malas e correndo na direcção dos seus pais com os seus olhos brilhantes.
-Minha filha querida, minha princesinha. – Abraçou a sua mãe amavelmente começando a chorar de alegria por rever a sua filha, enquanto o seu pai abraçou as duas carinhosamente e o Artú saltava de alegria em volta deles.
-Tive tantas saudades vossas. – Murmurava Roxy amavelmente com a cabeça encostada ao peito da sua mãe chorando.
-Nós sentimos muito a tua falta, mas o Artú tive aqui sempre para animares-nos. – Contou o seu pai sorrindo-lhe.
-Oh meu Artú! Portas-te bem na minha ausência? – Perguntou Roxy olhando docemente para o seu cão.
Sim, obedeci a tua listagem do que podia e não fazer em casa e fora de casa.” Ladrou em resposta animadamente.
-Mas filha, ainda temos mais uma surpresa para ti de boas vindas. – Comentou a sua mãe saltando-a lentamente dos seus abraços.
-Mais surpresas, mãe? – Questionou surpreendida com as palavras da sua mãe após da mega surpresa do jantar de boas-vindas preparado amavelmente pelos seus pais.
-Vais gostar de quem convida-nos para este jantar, minha princesa. – Avisou o seu pai sorrindo.
-Quem trata-se? – Interrogou Roxy animadamente.
-Roxy… Minha querida amiga… Há quanto tempo? - Chamou-lhe por de trás das suas costas uma voz doce muito familiar, que provocou-lhe virar-se rapidamente na sua direcção dando-se com alguém sorrindo de abraços abertos para ela.
-Meu amigo, quantos meses não viam-nos... Leo! – Correspondeu-lhe com sorrido mergulhado em lágrimas contentes caminhando na sua direcção.
-Velha amiga, que saudades! – Comentou Leo abraçando-se carinhosamente a sua amiga de infância, enquanto correspondia-lhe de alegria molhada no seu rosto.
-Tenho tanto para contar, como tu tens muito para contar-me. – Informou Roxy saltando-se do seu amigo, enquanto limpava o seu rosto rapidamente.
-Vocês tem muito do que falar, mas primeiro vamos jantar. – Avisou a sua mãe sorrindo; - Mor, vai buscar ao forno o prato favorito da nossa filha.
-Claro que sim, mor. – Correspondeu-lhe beijando na sua testa antes de sair da sala para a cozinha na companhia do Artú.
-Venham os dois sentar a mesa. – Pediu a mãe da Roxy alegremente sentando-se na mesa.
-Claro que sim, mãe. – Falou Roxy com um sorrido felicíssimo no seu rosto.
-O seus jantares são uma maravilha, tia Morgana. – Comentou Leo sentando-se a mesa.
-Aqui vem o jantar! – Cantarolava o seu pai entrando na sala animadamente carregando a travessa do jantar.
-Pelo cheiro, hoje a mãe estava inspirada. – Comentou Roxy alegremente.
-Bom apite! – Desejou o seu pai pousando a meio da mesa a travessa.
-Hoje quem vai servir-se primeiro é a nossa filha. – Pediu a sua mãe olhando para o seu convidado; - Não importas-te com isso, já que normalmente é o aposto?
-Claro que não, hoje tu és o centro das atenções… - Falava Leo alegremente.
-Pois sim, meu amigo, mas vocês não esperam que eu vou agir como fosse a estrela Stella. – Comentou Roxy rindo-se; - A fada nos centros das atenções de Alfea!

Espirrou duas vezes fortemente Stella na entrada do seu apartamento em conjunto com as suas amigas Winx, que fiz ela deixar cair a sua mala de mão de viagem no chão mesmo em frente a porta de casa.
-Constipas-te durante a viagem? – Questionou Layla brincando com a situação ao vir carregada com as malas da sua amiga.
-Não trata-se disso, acho que alguém estava a falar de mim agora mesmo. – Comentou Stella passado a imagem de chateada pegando rapidamente a sua mala do chão.
-Aposto que falar bem de ti, cara amiga. – Falou Musa amavelmente.
-Claro que foi isso o que aconteceu. – Brincou Stella animadamente.
-Para que parecia chateada com a brincadeira, já está toda animada. – Comentou Layla em tom de censura.
-Ainda ligas as reacções da Stella, ela é a nossa amiga loura, bonita e divertida. – Respondeu-lhe Musa estafada da viagem.
-Eu não tenho a chaves, por isso vou tocar a porta. – Avisou Stella enquanto amavelmente tocou na campanha do seu apartamento.
Do interior do apartamento das Winx, correctamente na área da cozinha, a Flora encontrava-se cozinhando o jantar na cozinha, por isso, amavelmente pediu a sua amiga:
-Tecna, aposto que a Layla vem carregada as malas da Stella e que esta não tem a chave de casa outra vez. – Terminou com uma pequena gargalhada enquanto verificara o seu rolo de carne no forno.
-Claro que a Stella é a nossa estrela. – Comentava Tecna caminhado alegremente para a porta do apartamento. Enquanto abrindo-a com um sorrido, novamente a sua amiga espirrou o que fiz-lhe comentar na brincadeira: -Stella, alguém anda a falar de ti!
-Que piadinha! – Respondeu-lhe Stella entrando, enquanto suspirava de tranquilidade.
-Bem-vindas a casa. – Falou docemente Flora caminhado na direcção das suas amigas que já não via alguns meses.
-Flora, como tu estás? – Cumprimentou Stella abraçando-a.
-Estou bem, minha amiga. – Respondeu Flora com um amável sorriso.
-Que cheirinho! O que fizes para o nosso jantar? – Questionava Musa aproximando-se destas duas enquanto ia apreciando o cheiro pelo ar.
-Surpresa, Musa, mas que sejas muito bem-vinda. – Cumprimentou-lhe Flora abraçando-a.
-Não diga-me nada, já vou directa levar as malas da Stella para o seu quarto. – Informou Layla estafada passado ao lado delas em direcção das escadas.
-Ah! A Bloom pediu para avisar que talvez acaba por jantar em casa dos seus pais adoptivos. – Avisou Stella sentando no sofá com um mega sorriso; - Quero saber as novidades?
-Queres saber de forma curta ou detalhes? – Perguntou Tecna seriamente.
-Tecna, parece que nem conheces-me bem, quero todos os detalhes dos últimos meses de vocês as duas. – Respondia Stella sorrindo enquanto mexia de propósito com a sua mão pelo seu cabelo com segundas intenções.
-Por aonde posso começar… - Pensou em voz Tecna sem reparar nas intenções da sua amiga.
-Antes de ir para a cozinha terminará jantar. – Falava Flora com um sorriso maroto; - Parabéns Stella pelo pedido de casamento.
-Obrigado amiga. – Agradeceu-lhe Stella esticando o seu braço para mostrar melhor o seu anel de noivado.
-Como tu advinhas isso? – Questionou Musa intrigada.
-Muito simples, desde que a Stella entrou em casa a forma como abraçou-me e por encontrar-se a pentear com a mão, chamou atenção para o seu dedo. – Respondeu Flora animadamente; - Já volto, tenho que ir ver o jantar. – Dizia enquanto andava novamente para os seus afazeres na cozinha.

Passado quase uma hora depois na moradia da família da Roxy, todos os presentes encontravam-se mergulhados totalmente na conversa animada durante o jantar.
-Agora para a sobremesa… - Anunciava o seu pai entrando na sala; - Gelados para a minha princesa!
-Aposto que são os meus sabores favoritos, não são? – Perguntou Roxy sorrindo.
-Claro que são os teus favoritos. – Respondeu o seu pai pousando uma bandeja com varias caixas de gelados para cada poder servir dos seus sabores mais favoritos.
-Obrigado! – Agradeceram em coro Leo e Roxy.
-Querido, posso afirmar-te que sabes mesmo como animares uma conversa no momento certo. – Comentou Morgana sorrindo, enquanto o seu esposo sentava novamente na mesa.
-Porque a nossa conversa estava muito boa sobre adaptação da nossa filha a sua nova escola, mas os últimos acontecimentos desta conversa eram muito tristes, por isso… - Falava o seu pai olhando para a sua esposa com um sorriso.
-Por isso tiveste a ideia de ir buscar a única coisa que podia animar-nos nesta hora é os gelados. – Concluiu a sua esposa amavelmente.
-Claro que sim, meu amor. – Respondeu-lhe aproximando do rosto da sua esposa.
-Leo, pega no teu gelado. – Avisou Roxy pegando na sua taça cheia de gelado, então, levantou-se comentado; - O ambiente está a ficar “adulto” de mais…
-Roxy, não digas isso. – Respondeu-lhe mantendo sentado no seu lugar.
-Acho que a Roxy tem que saber a novidade. – Comentou a sua mãe virando com um amável sorriso em seu rosto.
-Espero que a minha filha não se importe com a noticia. – Notificou o seu pai com um sorriso orgulhoso de felicidade.
-O que se passa? – Questionou Roxy pousando a sua taça de gelado na mesa.
-Minha querida filha, vais ter brevemente um mano ou uma maninha. – Falou a sua mãe amavelmente passando as suas mãos pela sua barriga com um enorme sorriso no seu rosto.
-Mãe, isso e verdade? – Perguntou Roxy aproximando-se da sua mãe.
-Sim, minha filha. Vais ser a irmã mais velhinha. – Respondeu-lhe levantando-se delicadamente.
-Mãe, pai, esta foi a maior surpresa de hoje. Um irmãozinho ou maninha! – Comentou Roxy alegremente abraçando a sua mãe; - Muitas felicidades, mãezinha e paizinho.
-Obrigado, minha filha, agora já sabes que não será única neste mundo… - Falou o seu pai pousando a sua mão delicadamente sob os ombros da sua esposa.
-Eu sei, pai. – Comentou Roxy chorando de alegria.
-Vocês sabem mesmo como animar o ambiente. – Comentava Leo saboreando uma colher do seu gelado; - Muitas felicidades tia Morgana.
-Obrigado. – Agradeceu-lhe Morgana amavelmente.


Numa sala mergulhada no negrume da noite encontrava-se alguém mesmo ao seu centro iluminado por um pequeno foco de luz, enquanto falava de joelhos para três figuras femininas sentadas em três sofás de veludo encarnado fortíssimo mergulhadas por entre cortinas feitas de seda muito final que criavam o efeito de ocultar os seus corpos através delas.
-Lorde Alexandre Kunzite, pela sua informar uma das Winx encontra-se grávida? Se isso e verdade, bem, todos nós vamos ter que ajudar o nosso príncipe a refazer alguns dos seus planos em relação as Winx. – Falava fortemente a mulher a meio das outras duas num tom de voz friamente.
-Sim, amadas Sabias, foi o próprio príncipe que pediu-me para avisar-vos. – Respondeu Lorde Alexandre friamente.
-Querida irmã, não necessita de ficar assim… Tão desiludia! - Falava a mulher ao lado direito friamente; -Talvez nós podemos usar isso a nosso favor para brincar com as Winx. – Enquanto agitava uma taça de vinho na sua mão direita.
-Desde que não façamos mal a criança até matáramos a mãe no final da gravidez, a criança possa ser nosso filho adoptivo. – Comentou mais amavelmente a mulher do lado esquerdo mexendo com a sua mão no véu protector a volta dela.
-Minhas jovens damas, posso retirar-me? – Pediu Lorde Alexandre levantando-se educadamente da sua posição perante estas mulheres.
-Claro que sim, mas avisa o nosso mestre que vamos preparar novas ideias para dar-lhe o que ele quer tão ter. – Avisou friamente a mulher sentada ao centro levantando-se.
-Será entregue a sua mensagem. – Respondeu-lhe Lorde Alexandre fazendo continência militar antes de sair desta sala.
Após ter saído desta divisão, a mulher sentada do lado esquerdo dos três sofás comentou em voz alta:
-Que belo macho para dar-me uma filha, para continuar a minha missão um dia. – Terminou suspirando fortemente deitando-se por completamente no seu sofá.
-Isso tens razão, minha querida irmã, porque a nossa outra geração transformou-se uma desilusão aos meus olhos. – Comentava a mulher de pé virando para as outras duas docemente falando; - Manas, vamos brevemente divertir com as restantes Trix e as Winx, mas nenhuma toca na fada da natureza de nome Flora. Ela será por agora poupada! – Terminou em mega gargalhadas de alegria.


Fim do capítulo 007


______________________


LeoLevi88


Última edição por LeonLevi [Levi´s Moon] em Qui Dez 23 2010, 22:26, editado 11 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LeonLevi [Levi´s Moon]
Especialistas


Mensagens : 2018
Reputação : 1
Data de inscrição : 11/02/2009
Idade : 28
Localização : Tomar

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Seg Abr 26 2010, 21:09

Capitulo Especial de Natal [Primeira Parte]:
Amore e Pace! Questa è la magia del Natale Winx! | Love and Peace! This is the magic of Christmas Winx! | Amor e Paz! Esta é a magia do Natal Winx!

[Aviso do Autor: Este capitulo especial não tem nada haver com a cornologia oficial da historia desta fic, sendo considerado um capitulo especial dedicado ao natal e as Winx. Espero que gostem!]

-Stella! Já não tens compras a mais?! – Censurava Layla carregada de sacos de compras.
-Why? Achas que são poucas prendas, amiga? – Perguntou-lhe admirando a montra natalícia da loja Dior; - Talvez mais um perfume para a Bloom, para a minha mãe e claro que também para mim.
-STELLA! – Gritaram a Layla e a Musa levemente chateadas.
-Eu gosto de fazer compras, mas isto está a ser de mais… Ainda não fomos ao hipermercado, só andamos há horas em lojas e lojinhas. – Reclamou Musa sentando-se um banco.
-Ainda não? – Perguntou Stella pousando os seus sacos no mesmo banco ao lado da sua amiga.
-As outras devem já estar a nossa espera para terminar a Ceia de Natal e outros preparativos de Natal. – Relembrou-lhe Layla suspirando com olhar triste.
-O que se passa, amiga? – Questionou Stella preocupada.
-Stella! – Falou bruscamente Musa olhando seriamente; - Tens a memória curta! Ou o que? Esqueces-te do que aconteceu a meses atrás?
-Nabu, meu querido Nabu. – Desabafou Layla docemente deixando correr uma leve lágrima pelo seu rosto.
-Querida amiga. – Abraçou-lhe Stella alegremente.
-Hoje é para festejar! – Abraçou-lhes Musa animada cantarolando.
-Meninas! – Animou-me Layla sorrindo.

Três horas passaram. Uma branca cidade de Gardénia já era por volta das 16 horas e 30 minutos a tarde; no apartamento das Winx encontravam-se a Bloom e o Leo terminando de preparar a mesa de jantar para a Ceia de Natal, enquanto as outras Winx dividiam-se entre a cozinha e os acabamentos dos efeitos de natal ao longo de todo o espaço do seu apartamento na companhia dos seus namorados.
-Quantas pessoas falta vir? – Questionou Leo colocando os copos na mesa.
-Bem, os rapazes já chegaram e os meus pais adoptivos e da Roxy, falta os nossos pais e a directora Faragonda. – Respondia Bloom colocando os guardanapos de panos ao lado dos pratos. – Mas porque perguntas-me isso?
-Por nada! Só gostava que… – Corou Leo rapidamente acompanhado por um copo a partir no chão. – OPS! Desculpa-me. – A sua voz estava atrapalhada.
-Não faz mal! – Piscou-lhe Bloom animadamente. – Um pouco de magia, o copo fica como novo. – Mexeu os seus dedos da mão direita enquanto os fragmentos de vidro voam do chão para a mão esquerda de Leo reconstruindo o copo de crista de vinho.
-Isto alguns mês atrás seria algo anormal! – Comentou Leo alegremente pousando o copo no seu lugar.
-Bloom! – Apareceu-lhes Tecna vinda da cozinha carregada com duas bandejas de pão acabado de fazer.
-O que passa-se? – Questionou-lhe rapidamente.
-Para avisar que a directora Faragonda telefone a coisa de dois minutos e pedi-me para informar-nos que dentro de meia hora ela vai chegar aqui com os nossos pais. – Respondeu Tecna pousando as bandejas na mesa.
-Vai dar tempo para ter todo pronto? – Questionou Leo rapidamente.
-Sim, da cozinha só falta o peru está pronto do seu tempo de cozer no forno graças a ajuda da Vanessa e da Morgana… Se não estou enganada, a Stella e a Musa com os rapazes já terminar a decoração final da sala de estar. – Informou Tecna seriamente.
-Bloom, eu termino este serviço. – Disse-lhe ao ouvido Sky em quando abraçava-lhe docemente.
-Sky, porque? Eu e o Leo damos conta deste recado. – Respondeu-lhe Bloom virando-se para o seu noivo.
-Porque a Stella pediu-me para fazer isto, assim podes ir arranjar-te de gala para a nossa primeira Ceia de Natal em família. – Respondeu-lhe Sky docemente.
-Hum… de acordo. – Falava Bloom amavelmente; então, beijou o seu noivo.
-Hei! Vocês arranjem um quarto! – Reclamou Tecna seriamente, enquanto tenta disfarçar a sua vontade de sorrir com a sua piada.
-Desculpa-nos, mas isto são as saudades que eu sinto da minha amada. – Respondeu Sky sorrindo. – Vai lá arranjar-te, minha amada.
-Claro que sim, mas tu ficas a ordem de Leo como deves ir colocando as coisas que ainda faltam na mesa. – Ordenou-lhe saindo na companhia da Tecna em gargalhadas.
-Sim. Ah! Leo, o que falta por ainda na mesa? – Questionou Sky.
-Falta os talheres… Sabes como a sua posição na mesa, príncipe Sky? – Brincou Leo terminado de pôr o último copo na mesa.
-Claro que ele sabes. – Respondeu Riven batendo nas costas do seu amigo.
-Já agora, que estão aqui vocês, os famosos Especialistas, vão terminar de pôr a mesa e tratar dos efeitos que ainda falta de terminar em volta da mesa de jantar. – Ordenou Leo seriamente sentando-se uma cadeira.
-Já estamos ferrados! – Reclamar Sky, Brandon e Riven no tom chateados, enquanto a porta da cozinha a Flora, Layla e Roxy riam-se das caras dos rapazes.
-Meninas, vão se arranjar. – Ordenou Vanessa terminado de lavar alguma loiça dos preparativos.
-Mas ainda falta fazer algumas coisas. – Relembrou Flora olhando para as várias frutas acabadas de cortar na bancada.
-Terminou a salada de furtas. – Disse Morgana alegremente. – Apesar de ter sido Rainha, durante a minha educação real tive lições de culinária.
-Ao contrário da Vanessa e da minha mãe, nós ainda estamos com a roupa normal. – Falou Roxy seriamente.
-Vamos aproveitar este tempo livre! – Exclamou Layla animadamente.

Fim do capítulo Especial de Natal


Capitulo Especial de Natal [Segunda Parte]:
Amore e Pace! Questa è la magia del Natale Winx! | Love and Peace! This is the magic of Christmas Winx! | Amor e Paz! Esta é a magia do Natal Winx!

Pelas vinte e duas horas da noite após a ceia de Natal, a sala de estar das Winx encontrava-se mergulhada um ambiente quente e muito animado: os Pets das Winx encantavam todos os presentes voando pelo ar e brincando com alguns dos presentes, enquanto os pais biológicos da Bloom ouviam algumas das histórias de natal da sua filha pelos seus pais adoptivos, ou os pais da Stella conheciam melhor o Brandon sob o atento olhar da sua filha, enquanto … por outras palavras todos estavamos animados, menos um dos presentes que encontrava-se encostado a janela que dava acesso ao terraço observando a neve caindo docemente.
-O que tens, Leo? – Perguntou Riven acompanhado pela sua namorada.
-Não é nada… e é sim, muitas coisas. – Respondia-lhes olhando os flocos de neve. - Simplesmente a minha família encontra-se fora do país pelo terceiro ano seguido… Também é mais um Natal que não posso entregar a prenda ao meu amigo…
Nesse micro instante toda estrutura da casa parecia tremer assustando todos os presentes, enquanto sob o terreno abrilhantava-se de luz negra desenhado do seu interior quatro figuras humanas.
-Estão todos bens? – Perguntou Faragonda segurando no seu colo os assustadíssimos Pets da Musa, Tecna e Flora.
-Acho que podes entregar a tua prenda pessoalmente ao Nuno. – Gritou Musa abrindo a portada de vidro bruscamente. – Alguém comprou prendas a mais para estes quartos?
-O que fazem aqui? – Questionou Bloom saindo para fora seguida pela Stella, pela Tecna, pela Layla, pela Musa e pelos Especialistas.
-Não sabem que é falta de educação aparecer uma Ceia de Natal sem serem convidados! – Avistou Stella seriamente chateada.
-Stella, não é hora para piadas! – Chamou-lhe atenção a Musa.
-Por isso nós estamos aqui… Queridas Winx, eu e os meus servos aproveitamos o facto de ser Natal e vocês estarem todos no mesmo local para cumprir a nossa missão. – Informou o príncipe Nuno levantando o seu braço esquerdo pelo ar, enquanto a sua voz friamente começou ordenar. – Meus servos!
-Sim, senhor! – Gritaram o Lorde Alexandre Kunzite, a Lady Esmeralda e o General Miguel Zoisite respondendo ao seu amo.
-Winx, estão prontas? – Perguntou-lhes Bloom.
-Vamos a isso! – Respondeu Layla.
-Especialistas, preparem as vossas armas! – Ordenou Sky seriamente.
-Winx Believix! – Gritaram Bloom, Stella, Musa, Tecna e Layla fortemente.
-Poder Negro! – Gritava Nuno surgindo na sua mão esquerda uma esfera negra.
-Fecha de Fogo! – Gritava Bloom fortemente.
-Duas colheres de açúcar, Lady Esmeralda? – Perguntava-lhe Flora servindo uma chávena de chã quente na companhia da Roxy que segurava na bandeja do chã.
-AH?! – Exclamaram todas as Winx, os Especialistas, o príncipe Nuno e os seus dois servos tombando levemente para o lado de admiração.
-Mas o que vocês as duas estás a fazer? – Perguntou Stella intrigada.
-Lady Esmeralda, mas porque? – Perguntou Lorde Alexandre Kunzite curioso.
-Não se vêem isso logo… - Responderam em coro a Roxy e Esmeralda.
-Ah? Como assim? – Questionou Tecna desconfiada. – Esta situação não tem lógica nenhuma somos atacadas e ainda vocês oferece chã e bolinhos de natal ao nosso inimigo… Estou tão confusa.
-Este acto representa o espírito de Natal! – Respondeu Flora e Leo em coro fazendo sinal para que todos entram-se para dentro de casa.
-Agora é que eu não entendi mesmo nada com essa resposta. – Comentou Riven friamente.
-O acto da Flora, da Roxy e do Leo demonstram a todos os presente num dos significado do Espírito de Natal: o amor pelo nosso próximo. – Pronunciava-se Faragonda amavelmente. – Que este amor é tão forte que todos devemos baixar as armas para abraçar o nosso inimigo, cuidar quem necessita de ajuda e partilhar do que temos a mais com os outros, meninas.
-Muitas formas de celebrar o Natal pelo mundo, aparentemente neste ano para todas vocês, Winx, vão celebrá-lo alegremente além das vossas famílias também com os vossos inimigos todos unidos nesta noite de paz e amor. – Concluir Vanessa as palavras de director Faragonda.
-Tens razão, mãe. – Comentou Bloom amavelmente.
-Se é assim, novas ordens para esta noite de Natal. Vamos todos conviver em paz, mas após esta época festiva temos de terminar a nossa história. – Propus Nuno com sorriso maroto. – Winx, vocês estão de acordo?
-Claro que sim. – Respondeu Layla seriamente alegre.
-Além vai ser bom ter algumas lutas para nós ficáramos em forma dos excessos desta época nos doces. – Falou Stella animadamente.
-Venho todos para dentro, visto que está um frio de morte! – Chamou-os Roxy animadamente.
Automaticamente todos começaram entrar para dentro mergulhando um ambiente festivo que recomeçava acender-se animadamente.
-Eu já vou para dentro, Roxy. – Avisou Leo sorrindo. – Nuno…
-Sim, Leo. – Falou-lhe baixinho como sempre fazia no inicio das conversas entre eles os dois.
-Será que podes falar um pouco antes de entrares-nos? – Pediu Leo levemente tímido.
-Claro que sim. – Respondeu-lhe Nuno sorrindo com o seu olhar doce.
-Não vai haver nenhum perigo deixá-los sozinhos? – Perguntou Tecna desconfiada abraçando-se ao Timmy fortemente para aquecer-se.
-As suas ordens são hoje de paz… Já agora o que mesmo a origem do Natal? – Falava-lhe Miguel Zoisite aceitando uma chávena de chocolate quente servido pela Morgana.
-Bem, vão levar algum tempo… Mas esta noite não há pressas para nada. – Respondeu Timmy sorrindo.
Alguns momentos depois, dentro do apartamento das Winx o ambiente encontrava-se muito animado entre todos os presentes; mas do lado de fora o ambiente embatia-se no frio de Inverno, visto que continuava nevando como forma animando a conversa entre o Leo e o Nuno.
-Aqueles dois não tem frio. – Comentou Bloom observando-os abraçada ao Sky.
-Mas o que eles estarão a conversar? – Questionou Sky beijando-a no seu pescoço.
-Desconfiou do que se trata… - Respondeu Stella passado ao lado deles carregada de novos sacos de prendas.
-Onde irás arranjar espaço para tantas coisas? – Perguntou Brandon atrás da sua noiva carregado com prendas.
-Stella! – Comentaram Bloom, Sky e Roxy ao mesmo tempo.
-Meu querido amigo Leo, eu quero saber se na verdade tu… - Falava Nuno seriamente, mas a mão de Leo tocou nos seus lábios fazendo parar com o seu discurso.
-Esta noite não é para isso, meu Nuno. – Respondeu Leo abaixando a sua mão de seguida. – Desculpa-me…
-Pedes-me desculpas do que? – Perguntou-lhe curioso.
-Esqueci-me em casa da tua prenda. – Respondeu Leo olhar triste.
-A minha maior prenda é passar o natal contigo, Leo. – Respondeu Nuno abraçando-lhe fortemente cobrindo com a sua capa.
-Sendo assim esta é a minha prenda. – Comentou Leo emocionado com lágrimas pelo seu rosto. – Adoro-te muito, meu Nuno.
-Também adoro-te, meu Leo. – Falou-lhe Nuno no tom amável.
-A Amizade e o Amor tem caminhos estranhos, muitas vezes não são as grandes prendas que anima-se o Natal de alguém… - Falava Bloom docemente.
-Mas antes nos simples gestos carregados de carinho, amor e amizade pelo outro… - Continuava Sky amavelmente.
-E a resposta que ter-nos de quem recebe estes pequenos gestos representa-se na alegria no rosto dessa pessoa, mesmo que isso sejam pequenas lágrimas de felicidade. – Concluíram em coro Bloom, Sky e Roxy observando o cenário de felicidade na varanda pintando de branco.

Fim do capítulo Especial de Natal

Um cenário totalmente escuro aparece alguém andando na nossa direcção.
Olá a todos! Eu sou o Leo, como sabem eu sou uma nova personagem neste universo das Winx e ainda nem sei como vai terminar a minha história; mas não é nada disso que venho aqui falar-vos… Em meu nome e das minhas amigas Winx, venho relembrar que o mais importante deste Natal é poder passar com as pessoas mais importantes para as nossas Vidas, sem esquecer quem ao nosso lado possam necessitar da nossa ajuda seja em alimentos, em dinheiro ou em num simples sorriso. Sim, vocês não sabiam que um simples sorriso verdadeiro de carinho pode salvar uma pessoa da morte.
Hei! Este não é um momento para cenas tristes?" Apareceu-lhe uma fada ao seu lado.
Tens razão, Stella! Sorriu-lhe Leo, enquanto a trás deles apareceram das escuridão todas as personagens que apareceram neste conto de Natal animadamente.
Todos juntos.” Propus Stella e de seguida Leo começou contando. “Em um… Dois… Tres…” Todos em coro:
"Desejamos a todos vocês um Magico Natal e um Winx Ano Novo!”"


Capitulo 008:


(brevemente)



Fim do capítulo 008

______________________


LeoLevi88


Última edição por LeonLevi [Levi´s Moon] em Qui Dez 23 2010, 22:34, editado 7 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Seg Abr 26 2010, 21:39

WWOOOWWW!!
Adorei o teu prólogo!! Vai prometer!! Adorei... Vai sair daí coisa boa!! Smile Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
LeonLevi [Levi´s Moon]
Especialistas


Mensagens : 2018
Reputação : 1
Data de inscrição : 11/02/2009
Idade : 28
Localização : Tomar

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Seg Abr 26 2010, 21:49

TecnoGirl*Z escreveu:
WWOOOWWW!!
Adorei o teu prólogo!! Vai prometer!! Adorei... Vai sair daí coisa boa!! Smile Wink

Atençao, eu ainda nao pos o meu prologo.
Na verdade so tens um resume escrito do trailer da minha fic! Wink

______________________


LeoLevi88
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Seg Abr 26 2010, 21:56

Pois, foi isso que quis dizer! Mas nãi importa porque ADOREI o teu trailer!!
Vê-se que tens muita imaginação e bom gosto para a escrita e para a leitura... Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Light
Estágiario


Mensagens : 1582
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/09/2009
Idade : 22
Localização : JESUS

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Ter Abr 27 2010, 13:59

Está perfeito *-*
Está mesmo muito original e linda!

______________________


[center]Fã nº 1 de Kaito and Erza!

[/center]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tokyorpggame.ativoforum.com/forum.htm
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Ter Abr 27 2010, 16:30

Eu só não fiz um comentário escandaloso porque já lhe disse por MSN!! ^.^
Voltar ao Topo Ir em baixo
LeonLevi [Levi´s Moon]
Especialistas


Mensagens : 2018
Reputação : 1
Data de inscrição : 11/02/2009
Idade : 28
Localização : Tomar

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Qua Abr 28 2010, 11:00

Aviso! Primeira Versão do Prologo ja desponivel, amigos.
Esta e uma versao ainda teste do Prologo, pois falta a sua 4 correção outografica e espero que gostem dela e que deem-me as vossas openioes, amigos.

______________________


LeoLevi88
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LeonLevi [Levi´s Moon]
Especialistas


Mensagens : 2018
Reputação : 1
Data de inscrição : 11/02/2009
Idade : 28
Localização : Tomar

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Qua Abr 28 2010, 11:39

LeonLevi [Levi´s Moon] escreveu:
Aviso! Primeira Versão do Prologo ja desponivel, amigos.
Esta e uma versao ainda teste do Prologo, pois falta a sua 4 correção outografica e espero que gostem dela e que deem-me as vossas openioes, amigos.

Ainda nao ha comentarios? Estao a quer matar-me de ansiedade!

______________________


LeoLevi88
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Light
Estágiario


Mensagens : 1582
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/09/2009
Idade : 22
Localização : JESUS

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Qua Abr 28 2010, 13:53

Está perfeita.
A tua maneira de escrever, não à igual, perfeita!

Podes-me só esclarecer uma coisa?
A 2ª versão vai ser muito diferente?

______________________


[center]Fã nº 1 de Kaito and Erza!

[/center]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tokyorpggame.ativoforum.com/forum.htm
LeonLevi [Levi´s Moon]
Especialistas


Mensagens : 2018
Reputação : 1
Data de inscrição : 11/02/2009
Idade : 28
Localização : Tomar

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Qua Abr 28 2010, 20:31

BadPH♥ escreveu:
Está perfeita.
A tua maneira de escrever, não à igual, perfeita!

Podes-me só esclarecer uma coisa?
A 2ª versão vai ser muito diferente?

A 2 versao trata-se apos o texto passar por uma avaliçao de outografica, entendes-me?
Ainda estou a espera de mais openioes e reaçoes, amigos, pois a vossa openiao e importante para o desenvolvimento da histora.

______________________


LeoLevi88
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Light
Estágiario


Mensagens : 1582
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/09/2009
Idade : 22
Localização : JESUS

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Qui Abr 29 2010, 17:53

LeonLevi [Levi´s Moon] escreveu:
BadPH♥ escreveu:
Está perfeita.
A tua maneira de escrever, não à igual, perfeita!

Podes-me só esclarecer uma coisa?
A 2ª versão vai ser muito diferente?

A 2 versao trata-se apos o texto passar por uma avaliçao de outografica, entendes-me?
Ainda estou a espera de mais openioes e reaçoes, amigos, pois a vossa openiao e importante para o desenvolvimento da histora.
Estou a perceber perfeitamente!
Agora é esperar...

______________________


[center]Fã nº 1 de Kaito and Erza!

[/center]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tokyorpggame.ativoforum.com/forum.htm
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Sab Maio 01 2010, 00:08

WOW! Está muito fixe!! Desatei-me a rir com a "Professora Faragonha" ahahah!
Voltar ao Topo Ir em baixo
sill
Fadas


Mensagens : 3073
Reputação : 4
Data de inscrição : 17/06/2009
Idade : 19
Localização : Andros

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Sab Maio 01 2010, 11:08

2Concordo com o Wildcat, esta ALTAMENTE!

______________________


Running Running
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://mewmewpower-pt.forumeiros.com
KatiBMT
Fadas


Mensagens : 1983
Reputação : 5
Data de inscrição : 31/12/2008
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Sab Maio 01 2010, 18:47

Wildcat17 escreveu:
WOW! Está muito fixe!! Desatei-me a rir com a "Professora Faragonha" ahahah!

Eu tb... LOOOL muito fixe Razz

______________________
THE LAZY SONG
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
LeonLevi [Levi´s Moon]
Especialistas


Mensagens : 2018
Reputação : 1
Data de inscrição : 11/02/2009
Idade : 28
Localização : Tomar

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Sab Maio 01 2010, 21:05

Wildcat17 escreveu:
WOW! Está muito fixe!! Desatei-me a rir com a "Professora Faragonha" ahahah!

Nao entendi-te agora amigo?!

______________________


LeoLevi88
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Dom Maio 02 2010, 00:36

No texto, e vez de "Faragonda", dizes "Faragonha", amigo... Razz
Mas nada de grave! Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
LeonLevi [Levi´s Moon]
Especialistas


Mensagens : 2018
Reputação : 1
Data de inscrição : 11/02/2009
Idade : 28
Localização : Tomar

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Dom Maio 02 2010, 10:03

Wildcat17 escreveu:
No texto, e vez de "Faragonda", dizes "Faragonha", amigo... Razz
Mas nada de grave! Wink

Ops! Tenho que ver isso! Mas de resto o que achas do Inicio da historia? Tem futuro?!

______________________


LeoLevi88
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Light
Estágiario


Mensagens : 1582
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/09/2009
Idade : 22
Localização : JESUS

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Dom Maio 02 2010, 10:12

LeonLevi [Levi´s Moon] escreveu:
Wildcat17 escreveu:
No texto, e vez de "Faragonda", dizes "Faragonha", amigo... Razz
Mas nada de grave! Wink

Ops! Tenho que ver isso! Mas de resto o que achas do Inicio da historia? Tem futuro?!

Eu acho que até dava para uma colecção de livros!

______________________


[center]Fã nº 1 de Kaito and Erza!

[/center]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tokyorpggame.ativoforum.com/forum.htm
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Dom Maio 02 2010, 10:59

Claro que tem futuro!! Wink
Está um espetáculo!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
sill
Fadas


Mensagens : 3073
Reputação : 4
Data de inscrição : 17/06/2009
Idade : 19
Localização : Andros

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Dom Maio 02 2010, 11:26

Eu gostei mesmo muito!

______________________


Running Running
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://mewmewpower-pt.forumeiros.com
LeonLevi [Levi´s Moon]
Especialistas


Mensagens : 2018
Reputação : 1
Data de inscrição : 11/02/2009
Idade : 28
Localização : Tomar

MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Dom Maio 02 2010, 11:37

Obrigado pelos vossos comentarios! Ainda hoje vao ter uma supresa minha! E so esperarem por ela! Razz

______________________


LeoLevi88
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Dom Maio 02 2010, 11:40

De nada...
Tenho uma ideia do que seja...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]   Hoje à(s) 09:34

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Winx Club, Il Cristallo del Cuore [Capitulo Especial de Natal | Novo Capitulo | Página 1]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 10Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Razão de Viver || Capítulo (40) ÚLTIMO CAPITULO - ESPECIAL
» Podcast Revolution #37 - Especial de Natal - Retrospectiva 2013
» Novo Capitulo da Fic.
» [Resultado]Torneio de Fotos Especial de Aniversário Guerra Galatica - Ikki Vs Lionet
» [Comentários]Torneio de Fotos Especial de Aniversário Guerra Galatica 2ª Fase - Shun vs Ban

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Clube Winx Portugal :: Vossas Fanfics-
Ir para: